sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Trancoso organiza feira para divulgar castanha do concelho

A Câmara Municipal de Trancoso organiza de sexta-feira a domingo uma feira dedicada à castanha com o objetivo de divulgar aquele produto agrícola que tem uma "enorme importância" na região, foi hoje anunciado.

Aquele município do distrito da Guarda "é responsável por 5% da produção nacional" de castanha e o setor "gera para os produtores do concelho um rendimento de cerca de três milhões de euros anuais".

"A área de castanheiro evoluiu em Trancoso de 855 hectares em 1999 para 1.348 hectares em 2009, o que representa um aumento de 57%", refere o município presidido por Amílcar Salvador (PS) em comunicado hoje divulgado.

Para divulgar e promover a castanha produzida no concelho de Trancoso, a Câmara Municipal e a empresa municipal Trancoso Eventos promovem no pavilhão multiusos local mais uma edição da Feira da Castanha e Paladares de Outono.

"Após o enorme sucesso da edição de 2014, este ano a aposta será ainda maior com a duplicação do espaço destinado aos expositores", anuncia a organização.


O certame contará com a participação de produtores de castanha, empresas de maquinaria agrícola especializada para a cultura de soutos, comercializadoras de produtos para tratamento do castanheiro e transformadoras da castanha, associações, cooperativas e instituições ligadas a este setor produtivo que tem, segundo a autarquia, uma "enorme importância" local.

O programa da feira inclui atividades de animação, espetáculos musicais, 'showcooking', conferências e jogos tradicionais, entre outras iniciativas.

No sábado, destaca-se a realização de umas "Jornadas Técnicas sobre o Castanheiro" no auditório do pavilhão multiusos de Trancoso.

A autarquia lembra que o concelho de Trancoso integra uma das quatro regiões demarcadas de produção de castanha - a denominação de origem protegida (DOP) Soutos da Lapa -, detendo "o maior número de explorações e área plantada" na região.

As variedades protegidas por aquela denominação de origem são a longal e a martaínha, sendo que "ambas podem ser utilizadas para o mercado de fresco ou para a indústria, têm bom sabor e poder de conservação", é explicado.


A fonte indica ainda que a variedade de castanha martaínha "é verdadeiramente a imagem de marca da castanha de Trancoso e da DOP Soutos da Lapa".

Fonte: http://www.noticiasaominuto.com/pais/480710/trancoso-organiza-feira-para-divulgar-castanha-do-concelho

1 comentário:

  1. Sería buena idea juntar las castañas trasmontanas y alistanas de ambos lados de la frontera para su divulgación en Europa.

    ResponderEliminar