domingo, 22 de novembro de 2015

MACEDO DE CAVALEIROS - ESCAPARATE (XIII)

Click na imagem para aumentar

Reedição de posts desde o inicio do blogue

4 comentários:

  1. Maria Jose: Parece-me muito interessante este livro. Leva-nos a uma época bastante difícil, que os nossos antepassados tiveram que atravessar,dor, sofrimento, enfim a realidade dessa época. Vou tentar encontrar este livro pois estou curiosa...

    ResponderEliminar
  2. Este primeiro romance de Manuel Cardoso retrata a sociedade portuguesa do início do séc.XX. É, de facto, essa época tão conturbada que serve de cenário à trama que se desenrola neste livro. Foi uma época em que ocorreram variadíssimos acontecimentos que levaram a grandes transformações quer políticas, quer sociais, tais como a Implantação da República, em 1910, golpes de Estado e contra-golpes, a participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial, bem como as doenças que vitimaram famílias inteiras, pobres e ricas. Todo o enredo gira à volta de uma personagem central, Amadeu. Médico em Macedo de Cavaleiros, a sua vida retrata bem as dificuldades que se viviam então, fruto da escassez de recursos que se fazia sentir naquele período. Em redor de Amadeu encontramos outras personagens que ilustram, de forma primorosa, a sociedade portuguesa em geral, mas em particular a transmontana cujo desenvolvimento se deveu, essencialmente, à construção da Linha do Tua


    http://pt.shvoong.com/books/843486-um-tiro-na-bruma/

    ResponderEliminar
  3. obrigatório:
    http://adriveinmycountry.blogspot.com/2008/11/um-tiro-na-bruma-conversa-com-o-autor.html

    ResponderEliminar
  4. Leitura obrigatória,sim senhor, de todos os transmontanos e não só.

    Uma moncorvense

    ResponderEliminar