quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Felgar - Ventos de Abril (1975)
















Fotogramas do documentário.

No verão de 1975,uma equipa da CINEQUANON(Leonel Brito,Moedas Miguel e Sá Caetano)filmou para a R.T.P. 1 as campanhas de dinamização cultural e os primeiros comícios políticos na aldeia de Felgar,concelho de Torre de Moncorvo.Emitido na RTP1 em Julho de 1975.
Veja o documentário em:
http://www.dailymotion.com/video/xpj7u7_felgar-ventos-de-abril_creation


Reedição de posts desde o início do blogue

2 comentários:

  1. Olha olha. O sr. Oscar Salgado em pé a usar da palabra. À sua direita a Maria Rebouta. Vejo ali o sr. Bastos com os seus óculos e o seu bigode. Aqui à frente, também com óculos, o Fernando Almeida, maestro ocasional da banda improvisada de rapazes que com com gaitas de plástico encerravam a Festa de Nª Sª do Amparo na madrugada de domingo.

    Tempos inesquecíveis.

    ResponderEliminar
  2. ironia das ironias

    Naquele tempo, os ventos de Abril traziam a boa nova - a democracia - e apesar de terem sido tempos de forte convulsão social, a democracia dava os seus primeiros timidos passos. Neste quadro vemos os felgarenses a debaterem, a discutirem, a exercer o contraditório, faziam-se debates abertos e participativos e debatia-se os problemas de então : os esgotos, a falta de alfabetização, o São Lourenço... numa excelente prova de participação civica e democratica.

    Hoje, apesar de todas as vitórias de Abril e com a democracia totalmente consolidada, assistimos ao triste e pobre espectáculo de vermos a grande benemerita EDP vir com os seus lacaios, sob os ditames da arrogância, prepotência e da sobranceria, a ocuparem e destruirem o coração de Felgar e, ironia das ironias, ninguém tuge nem muge, o marasmo é total, cobardemente dobram a cerviz e, ao arrepio dos idos ventos de Abril e da sua maior conquista, não se fez um debate, não se promoveu uma sessão de esclarecimento que fosse. Pelo contrário, não se discute nada,o povo quer-se acomodado, tudo cala e consente porque, ao que me parece, acreditam ainda no Manitu que resolve sempre os problemas do Felgar a contento de todos. Pobre Manitu, arvorado em voz do dono(EDP) !

    Que falta me faz ver uma Comissão dos Proprietários, com felgarenses à altura dos nosos avoengos, para por essas EDPs e demais lacaios em sentido, pelo menos, e disso tenho a certeza absoluta, o processo seria todo transparente e não faltariam sessões como aquelas que a foto documenta para, em debates ao vivo e sérios, se encontrar o antidoto para o AVC fatal que atinge o coração da nossa terra.


    Assim, como a democracia Abrileira ainda não chegou ao Felgar, só me resta juntar a minha voz à do meu Amigo ancião e tal como ele gritar :

    " No Felgar, já não há homens "


    Marrada.

    ResponderEliminar