quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Distrito de Bragança sem ensino superior privado

Edifícios do Piaget e ISLA, que depois foi Cespu, servem agora para alguns cursos de formação profissional. Cespu pretendia inaugurar hospitais privados em Bragança e Mirandela até 2010, o que acabou por não acontecer

O distrito de Bragança não tem, neste momento, ensino superior privado. Na década de 90, chegou a ter milhares de alunos inscritos neste tipo formação, divididos entre o Instituto Piaget e o Instituto Superior de Línguas e Administração(ISLA), que pertence ao grupo Lusófona. Em Bragança, O ISLA começou a funcionar em 1985, no edifício do Colégio S. João de Brito. Na década de 90, o Instituto inaugurou um edifício na Rua Prof. Dr Gonçalves Rodrigues onde se manteve até 2008, altura em que saiu de Bragança, dando lugar à Cespu. Nessa altura, além do ensino superior, a Cooperativa de Ensino Superior politécnico e Universitário, propôs a criação do Agrupamento de Hospitais de Trás-os-Montes.

Este Agrupamento seria composto pelo Hospital Duque de Bragança, na capital de distrito, e o Hospital Terra Quente, em Mirandela. Para tal, a instituição anunciou o estabelecimento de protocolos com os dois Municípios. No entanto, apenas o Hospital Terra Quente viria a ser realidade, não através da Cespu mas com o investimento de privados e do próprio Município. Entretanto, há cerca de um ano que a Cespu abandonou Bragança, tendo as instalações sido ocupadas por uma empresa de formação profissional. Contactada a instituição, referiu ao Jornal Nordeste que “tendo em conta o facto de a A3ES (Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior) não ter acreditado os cursos que se encontravam em funcionamento, nem os que entretanto foram submetidos, houve a obrigatoriedade de suspender a actividade do Instituto”.

No entanto, a Cespu garantiu que, quanto ao projecto do hospital “Neste momento o projecto está a ser reajustado e reavaliado por vários parceiros, prevendo-se para breve decisões sobre o assunto.
Quanto ao Instituto Piaget, o Campus do Nordeste foi inaugurado em 1990. Era constituído pela Escola Superior de Educação, tendo sido inaugurada em 1993 a Escola Superior de Saúde. Além destas escolas, o Piaget inaugurou ainda o Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares, em Mirandela. Actualmente, na cidade do Tua funcionam laboratórios de segurança alimentar que prestam serviços a empresas. O Piaget Alimentar está também presente em Macedo de Cavaleiros onde tem um restaurante com serviço de catering.
Actualmente, nesta cidade, estão a frequentar o Piaget 25 jovens licenciados desempregados, através do projecto “Vida Activa”, que resulta de uma parceria com o Instituto de Emprego e Formação profissional. Apesar de não ter tido alunos matriculados no último ano lectivo, a presidente do Campus do Nordeste, Maria Helena Chéu, garante que o instituto nunca fechou as portas. “O Instituto Piaget nunca chegou a fechar, esteve num processo de reestruturação a nível nacional. Naturalmente que o nordeste deve ter sido, provavelmente, a área mais afectada, até por questões de interioridade. Vamos avançar para novos projectos com instituições portuguesas e estrangeiras”, referiu a responsável ao Jornal Nordeste.

Fonte: http://www.jornalnordeste.com/noticia.asp?idEdicao=713&id=21518&idSeccao=6620&Action=noticia#.Vjn10NZhSOM

Sem comentários:

Enviar um comentário