quinta-feira, 16 de junho de 2016

TORRE DE MONCORVO - EFEMÉRIDES ( 16/06)

16.06.1849 – O administrador de Moncorvo Ferreira Pontes envia ao Parlamento uma extensa lista de pessoas que foram assassinadas, espoliadas, perseguidas ou obrigadas a exilar-se pela “quadrilha dos Marçais”.
16.06.1866 – Criação da Companhia Comercial de Moncorvo, com o objectivo principal de promover a plantação de amoreiras e a criação do bicho da seda. Foram 74 indivíduos do concelho de Moncorvo que subscreveram acções, cada uma delas com o valor nominal de 60 mil réis. Infelizmente não consegui encontrar a lista de tais subscritores nem a quantidade de acções tomadas por cada um. Talvez essa documentação exista no Arquivo Distrital de Bragança.
16.06.1888 – Representação da câmara municipal de Moncorvo ao Parlamento protestando contra a extinção do seu Vicariato.
16.06.1910 – Decreto de classificação dos seguintes monumentos nacionais: Castelo, Domus Municipalis, Pelourinho da cidade, Castro de Sacoias e Convento de Avelãs, no concelho de Bragança; Anta do Vilarinho da Castanheira e Castelo de Ansiães, concelho de Carrazeda; Igreja Matriz de Freixo de Espada à Cinta; Castro de Aldeia Nova e Sé Episcopal no concelho de Miranda do Douro; Ponte sobre o rio Tua, em Mirandela; Igreja Matriz de Torre de Moncorvo.
António Júlio Andrade

Reedição de posts desde o início do blogue

1 comentário: