quinta-feira, 2 de junho de 2016

Miranda do Douro - "Chapéu" linguístico ajuda a cooperação de Miranda do Douro e Astúrias



O presidente da Câmara de Miranda do Douro, Artur Nunes, assinalou hoje que os idiomas mirandês e asturiano são um "chapéu" para a cooperação cultural e económica das duas zonas ibéricas.
"Por de baixo deste chapéu que é a língua mirandesa e a asturiana, há uma série de iniciativas culturais e económicas que serão devolvidas ao nível bilateral", indicou o autarca em declarações à agência Lusa a propósito das Jornadas de "Língua e Cultura Mirandesa - Amadeu Ferreira", que decorrem ente os dias 17 e 19, em Miranda do Douro.

As jornadas são uma iniciativa do município de Miranda do Douro e da Associação de Língua e Cultura Mirandesa (ACLM). Contam com a colaboração da Associação da Língua Asturiana, com sede na cidade espanhola de Oviedo, entidade com a qual a ACLM estabeleceu um protocolo de colaboração, no âmbito da investigação linguística, já que os dois idiomas têm aspetos comuns.

Existente há um ano, esta parceria abriu igualmente as portas ao intercâmbio de alunos e professores, à feitura de publicações conjuntas e a outras medidas de desenvolvimento e defesa das "línguas irmãs".

O mirandês é uma língua da família das línguas asturo-leonesas, que sobreviveu até aos nossos dias nas aldeias do concelho de Miranda do Douro. Atualmente será falada por cerca de oito mil pessoas.


Também durante as jornadas será prestada uma homenagem a Amadeu Ferreira e a todo o trabalho desenvolvido pelo linguista, estudioso e escritor de língua mirandesa.

"Pretende-se que seja um encontro anual de trabalho e desenvolvimento da língua mirandesa, dedicado a homenagear Amadeu Ferreira, recentemente desaparecido, e o maior defensor e divulgador da Lhéngua (língua, na expressão mirandesa) neste começo de século", destacou o autarca de Miranda do Douro.

Do trabalho de Amadeu Ferreira e dos seus heterónimos destaca-se a tradução para língua mirandesa de "Os Lusíadas", de Luís de Camões, "A Mensagem" de Fernando Pessoa, três edições das aventuras do herói gaulês Astérix e dos quatro Evangelhos da Bíblia.

A par das Jornadas de Língua e Cultura Mirandesa - Amadeu Ferreira, realiza-se no Largo D. João III, o I Mercado Astur-Luso, que conta com a participação de 12 expositores de produtos transmontanos e asturianos.

Fonte: http://www.rtp.pt/noticias/cultura/chapeu-linguistico-ajuda-a-cooperacao-de-miranda-do-douro-e-asturias_n922895#sthash.rvLR92nZ.dpuf

Sem comentários:

Enviar um comentário