sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Salomão sai de Belém a caminho da Faia Brava







Foi no séc. XVI que o elefante Salomão partiu de Portugal em direcção à Áustria para ser oferecido pelo rei D. João III ao arquiduque austríaco Maximiliano II. Não há registos da viagem, apenas se sabe que a etapa nacional terminou em Figueira de Castelo Rodrigo, junto à fronteira com Espanha.
José Saramago, no seu romance “A viagem do elefante”, relata toda esta odisseia que cruzou o país. Em 2009 nasce o Caminho de Salomão, uma Rota Portuguesa marcada pelo próprio escritor, onde são assinalados novos apeadeiros entre os dois pontos conhecidos da viagem.
Esta rota cultural, tem como objectivo dar a conhecer os sabores, memórias, mitos e tradições desta região, passa em Cidadelhe, na entrada da Reserva da Faia Brava e em Castelo Rodrigo.
A região do Vale do Côa, detentora de um encanto especial, dá agora a conhecer ao mundo o seu património cultural através do Caminho de Salomão. Ora cá fica uma sugestão, descobrir esta Rota histórica, e aproveitar a passagem pela entrada da Reserva para se maravilhar com a paisagem do Côa.
ATN


Reedição de posts desde o início do blogue.


2 comentários:

  1. Uma excelente iniciativa para divulgar e promover esta Nobel rota.
    Um abraço.

    ResponderEliminar