quarta-feira, 3 de agosto de 2016

DISTRITO DE BRAGANÇA - EFEMÉRIDES (03/08)

03.08.1647 – Carta régia dirigida ao Cabido de Miranda para se não darem benefícios aos padres de ascendência judaica.
03.08.1756António José de Escobar obtém o título de nobreza e fidalguia em razão dos serviços prestados em prol da indústria sericícola transmontana.
03.08.1890 – Nota da Caderneta de Lembranças: - foiçe embora, e deixou o partido, o sr.Doutor Braz (…) veio o snr. Doutor Trigo, do Porto e logo tomou poçe do partido.
Senhora da Esperança
03.08.1895 – Do programa das Festas em honra da “Senhora da Esperança que se venera na sua capela ao Cuco” consta que “às 6 horas da tarde, sairá a Virgem da igreja matriz desta vila para a sua ermida em procissão. À noite haverá grande iluminação de perto de mil luzes e grande quantidade de balões venezianos. Duas bandas marciais tocarão toda a noite nos seus coretos, que estão primorosamente adornados. As bandas encarregadas são as de Moncorvo e Vila Flor. Um fogueteiro de Chaves sustentará toda a noite o arraial com lindo fogo, de ar, fogo preso e de vistas. Haverá também uma linda cascata, muitos balões aéreos e de variado gosto”.
03.08.1907 – O rei D. Carlos visita Mirandela.
António Júlio Andrade

3 comentários:

  1. Olá, Lelo e Amigos!

    Estou de volta, após uma ausência de mais de um mês. Já dei uma vista de olhos, e deu para perceber que tenho muito para ler... com tantos dias de atraso, já nem vou comentar...

    Mas, para já, um breve comentário às festas da Sra. da Esperança. Eram festas de arrtomba!! Eu não tinha a mínima ideia que assim fosse.
    Obrigada ao António Júlio, que nos dá a saber estas coisas todas.

    Abraços ,
    Júlia.

    ResponderEliminar
  2. "Nas tintas" para acordos e desacordos ortográficos,de volta o meu "cronista" preferido,com as notícias dos acontecimentos da terra na sua "Caderneta de Lembranças".Muito lhe devemos sobre o que aconteceu na nossa região na sua época.

    Maneldabila

    ResponderEliminar
  3. Olá a todos! Olá à Júlia e ao colorido das suas papoilas.

    Muito interessantes as notícias de tempos idos do António Júlio. Eu também gostei especialmente da descrição das festas! Tão cheias de LUZ...

    Abraço,
    Isabel

    ResponderEliminar