quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Trás-os-Montes! por Arinda Andrés

Trás-os-Montes!
Aqui, o céu juntou-se à terra!
e em saraivada de estrelas,
a manhã abriu-se em vasta
e perfumada toalha de estevas,
as mais singelas e belas flores
de branco, bordadas em ponto matiz,
em fio doirado, amarelo, de cheias delícias,
suaves ternuras, subtis! Vidas de amor,
em vermelho ponteadas de dor!
Em todo o seu esplendor!
A terra floresce em estevas primaveris!

ARINDA  Andrés

Reedição de posts desde o início do blogue.

5 comentários:

  1. Fernando Silvadisse: Poema lindo, alusivo a Trás-os-Montes. Parabéns

    ResponderEliminar
  2. Júlia disse:

    Lindo, Arinda. Muito lindo !

    Um beijinho da Júlia.

    ResponderEliminar
  3. Sensibilidade e amor pela natureza revelados neste lindo poema da nossa Tininha.
    Beijinho carinhoso.

    Uma moncorvense

    ResponderEliminar
  4. Obrigada pela descrição da nossa Terra. Ainda bem que a poesia Transmontana não está morta.

    ResponderEliminar
  5. A fotografia da parede que está no post do corisco é que devia estar aqui.Isto é POESIA.
    Trás os Montes em 63 palavras.Há quem escreva mil páginas e não consiga dizer tanto.
    Leitor

    ResponderEliminar