segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Já ouviu falar em 'carving'? Bragança vai ficar a saber o que é


Bragança recebe no último fim de semana de outubro escultores de várias zonas do país que vão transformar abóboras e a mais variada fruta em obras de arte, num congresso nacional dos profissionais de "carving".

O termo é inglês, mas esta forma de esculpir começa a ganhar adeptos em Portugal e um grupo de sete vai fazer demonstrações ao vivo em Bragança, entre 27 e 30 de outubro, durante a feira anual dedicada à caça, castanha e pesca, no pavilhão do Nerba, o centro empresarial.

Os escultores são profissionais do setor da hotelaria oriundos de Bragança, São Pedro do Sul, Chaves, Penafiel, Funchal e Albufeira e, durante quatro dias, vão esculpir ao vivo abóboras, a mais variada fruta e decorações para o "Halloween", o Dia das Bruxas, que se assinala nesta época do ano.

Este congresso servirá para os profissionais partilharem técnicas e para dar visibilidade a este trabalho que começa a ganhar clientes com pedidos para eventos e também nas unidades de hotelaria e restauração onde estes escultores trabalham, como disse à Lusa Pedro Rodrigues.

Este elemento da organização do congresso é de Bragança e ganhou visibilidade a nível nacional desde que há alguns anos começou a transformar abóboras em decorações para a noite das Bruxas.

As encomendas começaram a crescer de ano para ano e, além da atividade na restauração, o "carving" virou negócio para este profissional, sobretudo na época do "Halloween".

Também este ano, Pedro Rodrigues já tem encomendas para esta data e produção própria de cerca de 900 quilos de abóboras que vai esculpir, junto com os restantes participantes no congresso.


As demonstrações abrangem todo o tipo de frutos e fruta, incluindo melancias, nabos, beterraba, mamão, mas também outros materiais como o sabão, e as peças esculpidas estarão disponíveis para venda.

Além de Pedro Rodrigues de Bragança, participam neste encontro Rui Pinto de São do Sul, Diamantino Sousa de Chaves, Manuel Oliveira de Penafiel, Nazário Serrão do Funchal e Luís Ramos de Albufeira.

Presente vai estar também um jovem de 17 anos, José Rodrigues de Penafiel, que aspira a dedicar-se a esta arte depois de frequentar um curso de hotelaria na escola e ter assistido a demonstrações ao vivo.

O trabalho de esculpir feito em Bragança tem chamado a atenção do setor, incluindo além-fronteiras.

Pedro Rodrigues contou à Lusa que já recebeu mensagens do México e de França, nomeadamente do presidente da academia francesa dos profissionais de escultura em fruta, Jaunault Frederic, que organiza um campeonato naquele país.

O congresso conta com vários patrocínios de empresas do setor e entidades oficiais e promete surpresas aos visitantes, nomeadamente com esculturas de personalidades conhecidas.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/pais/669336/ja-ouviu-falar-em-carving-braganca-vai-ficar-a-saber-o-que-e






Sem comentários:

Enviar um comentário