segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Trás-os-Montes -Pastor


Toda a vida fui pastor
Toda a vida guardei gado
Tenho uma chaga no peito
De me encostar ao cajado

In Trás-os-Montes, de Ferreira Desusado

Reedição de posts desde o início do blogue

6 comentários:

  1. Parque Douro Internacional escreveu:
    IX – Sou um guardador de rebanhos
    Sou um guardador de rebanhos.
    O rebanho é os meus pensamentos
    E os meus pensamentos são todos sensações.
    Penso com os olhos e com os ouvidos
    E com as mãos e os pés
    E com o nariz e a boca.
    Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la
    E comer um fruto é saber-lhe o sentido.
    Por isso quando num dia de calor
    Me sinto triste de gozá-lo tanto,
    E me deito ao comprido na erva,
    E fecho os olhos quentes,
    Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,
    Sei a verdade e sou feliz.
    Alberto Caeiro
    In O Guardador de Rebanhos

    ResponderEliminar
  2. Este grande senhor é o meu avô, lembro-me de pequenita ir com ele com as ovelhas. Ainda hoje adoro andar metida no meio do gado.

    ResponderEliminar
  3. José António Paula escreveu:Cá temos o guardador de canhônas, D. Fernando Bigodes.

    ResponderEliminar
  4. Adelina Meireles escreveu:Tão "velhinho" e tão bonito!!

    ResponderEliminar
  5. Maria Celeste Pires escreveu: Esta profissão de "pastor" está em vias de extinção, pois são cada vez menos os rebanhos. Embora seja um trabalho duro, pois sofrem as agruras do tempo, é uma profissão bonita, pois vivem em permanente contato com a Natureza, apreciam cada rebento de planta que sai da terra, ouvem como ninguém o canto dos passarinhos, respiram o ar puro das montanhas, enfim, vida saudável!!!

    ResponderEliminar
  6. Luis Cardoso escreveu: Parece um pastor da Cardanha, amigo meu. Será? Já pssaram muitos anos e não tenho a certeza.

    ResponderEliminar