terça-feira, 9 de junho de 2015

NORDESTE TRANSMONTANO - EFEMÉRIDES (06/09)

06.09.1642 – Pero Gonçalves “oficial de bestas” obtém o privilégio de “besteiro” exclusivo da câmara de Mogadouro.
06.09.1702 – Deliberação da câmara de Moncorvo: - Por haver notícia que o padre João Domingos Mouro, do lugar de Felgueiras, deste termo, no sítio dos Escouradais, do mesmo lugar, tem tapado de parede um pedaço de chão do concelho com o que faz prejuízo, mandaram se passe mandado…
06.09.1773 – Aceite pela câmara de Moncorvo a obra de douramento e pintura do retábulo da capela de Ribacavada. E também se adjudicou a construção de uma barca para andar no Pocinho ao carpinteiro António Fernandes, da aldeia de Felgueiras, pelo preço de 75 mil réis. Uma das condições do contrato era que toda a madeira a usar na construção da barca fosse examinada ao chafariz das Aveleiras antes de seguir para o “estaleiro fluvial” do Pocinho.
06.09.1826 – Decidido que nas eleições próximas de deputados, as aldeias de Carviçais e Mós, apesar de pertencerem a outro concelho votaram em Moncorvo.
06.09.1866 – Para a história da vitivinicultura do Alto Douro, registe-se a seguinte informação do administrador de Moncorvo:

Capela da rua Nova
- … As castas mais estimadas no concelho são, entre as brancas: arinto, códiga ou malvasia grossa, estraito ou rabigado, Évora, folgazão, malvasia fina, Macedo, moscatel, praça, terrentes, verdelhos ou gouveias branco e preto; entre as tintas: alvarilhão, casculho, cornífero, bastardo, dourelinho do castelo, sousão, tintas, castelos, Francisca, amarela, lameira e touriga.

- Na Foz do Sabor embarcam-se para o porto e provenientes das vinhas deste concelho sitas na Horta, na Vide e em Moncorvo, perto de 200 pipas e no Cais das Pariças cerca de 30 pipas, das vinhas de Urros.
- Os jornais dos homens na cava e redra, regula pelos 300 a 360 réis. Nas podas e vindimas de 200 a 260 réis.
- Os jornais das mulheres, no enxoframento e vindima são só de 100 a 120 réis. Tudo a seco.
- O serviço dos galegos regula pelos preços do Douro. Variam de 50 a 200 réis.
- A produção do concelho orça as 1200 pipas.
06.09.1900 – Notícia da Caderneta de Lembranças: - chegarão a esta villa, vindos do Porto para mandarem apanhar amêndoa e mandar… compor as vasilhas, para reco… o vinho da colheita nova os snrs Antonio José Martins reis e o Anibal cantuneiro.
06.09.1942 – Ofício expedido de Adeganha para o administrador de Moncorvo: - Tive agora conhecimento que José Rainho se encontra aí detido por suspeita de ter matado um suíno. Eu que tenho acompanhado as razões pró e contra, não me atrevo a afirmar que não fosse ele, embora seja de opinião que não fosse, mas o que posso afirmar é que ninguém o pode jurar e quem sabe se o animal morreria de doença!...
Uma testemunha de 5 anos que os queixosos apresentam, os seus pais juram que nada pode saber porque todo o dia andou com eles; e mais duas testemunhas que se lhe ofereceram nada sabem nem o podiam saber e além disso são inimigos do José Rainho porque este, há meses, qu eixou-se que vendiam cereal mais do que a tabela e desde então juraram tirar vingança do pobre rapaz.
Além disso Vª Exª deve conhecer esta povoação como viveiro de falsas testemunhas, aonde se fazem mortes e não há provas. Deve também conhecer a honestidade dessa mulher que apresentou a queixa, desde o tempo da política, e desde esse tempo não tem cessado de perturbar a ordem e a paz nesta terra, levantando muitos falsos testemunhos, jurando falso nos tribunais, pelo que, já mais do que uma vez foi expulsa deles.
É pelo amor da justiça, sr. Administrador, que a voz da minha consciência brada neste dia em que as razões – antecedentes e consequentes – devem provar a inocência desse pobre rapaz.

ADEGANHA
É na presença do sr. Presidente da junta que estas linhas são escritas, porque também ele julga esse rapaz inocente e castigado depois de ter sido muito injuriado por essa mulher e família.
E para terminar despeço-me até ao dia 8, dia que desejo particularmente falar com Vª Exª sobre assuntos atinentes ao espírito de anarquia, talvez ainda restos do bolchevismo que tem provocado certas desordens nesta terra de que nem os templos de Deus têm escapado.Até ao dia 8 e desde já digne-se Vª Exª aceitar os meus sinceros parabéns pela escolha que o governo do Estado novo fez em Vª Exª para administrador do nosso concelho. Ad multos annos. A Bem da Nação. Padre António Norberto Sendas

António Júlio Andrade

1 comentário:

  1. Mais um ofício, desta vez para o Administrador de Moncorvo, que merecia uma boa estória...

    Júlia

    ResponderEliminar