terça-feira, 30 de junho de 2015

Temporada do D. Maria II com homenagem a Eunice Muñoz

Teatro Nacional D.Maria II
O director artístico do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, fez ontem, dia 29, a apresentação pública da programação da temporada 2015/16, "com 21 espectáculos, muitos deles inéditos em estreia absoluta", e das linhas programáticas para o triénio 2015/18.
A apresentação, aberta ao público, decorreu na sala Garrett do Teatro, e, além de Tiago Rodrigues, contou com a presença do presidente do conselho de administração do TNDM, Miguel Honrado, e do secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier.
Barreto Xavier revelou que escolheu Tiago Rodrigues por "acreditar que faz sentido haver uma renovação geracional e de projecto" e porque o encenador "representa um desafio à política cultural", quanto a Miguel Honrado "porque acompanha esta perspectiva e desafio".
O nome de Tiago Rodrigues para suceder ao encenador João Mota na direcção artística do TNDM foi conhecido em Outubro do ano passado, tendo tomado posse do cargo em Janeiro deste ano.


A próxima temporada abre a 11 de Setembro com entrada livre"e um conjunto de actividades, entre elas, uma homenagem à actriz Eunice Muñoz que se estreou neste palco há 74 anos.
As primeiras peças a subir à cena, na sala Garrett, na temporada, entre 11 de Setembro de 4 de Outubro, constituem uma trilogia de tragédias com texto e encenação de Tiago Rodrigues, a partir dos originais clássicos gregos, Ifigénia, Agamémnon e Electra.
Numa referência às próximas eleições legislativas, Tiago Rodrigues afirmou que "na altura em que os portugueses estão a fazer a escolhas dos seus representantes", sobe à cena "Ricardo II, de William Shakespeare, com encenação de Tónan Quito. O drama histórico em cinco actos está em cena na sala Garrett de 15 de Outubro a 1 de Novembro, e conta no elenco com Márcia Breia, António Fonseca, Teresa Sobral e Romeu Runa, entre outros.
Entre os textos que sobem à cena na sala do Rossio, assinale-se a estreia de Canto Europa, de Jacinto Lucas Pires, com encenação de Ana Borralho e João Galante, que estreia a 14 de Janeiro próximo.
Outra estreia é Dores de Crescimento (título provisório), de Miguel Castro Caldas, na sala estúdio, também em Janeiro.
Tiago Rodrigues realçou ainda a estreia, em Fevereiro, de Doze pares de França - Auto Profano, com encenação de João Pedro Vaz, pela companhia Comédias do Minho, no âmbito do projecto Ocupação Minhota.
O director artístico anunciou também "uma forte aposta na internacionalização" do TNDM, e anunciou uma digressão internacional do TNDM por oito países europeus, com criações suas, da sua antiga companhia Mundo Perfeito, que entretanto foi encerrada.
Em termos internacionais esta temporada inicia uma parceria com o Théâtre de la bastille, de Paris, onde será apresentado Bovary, de Tiago Rodrigues, a partir do original de Gustave Flaubert, entre Abril e Maio, e em Junho de 2016, Je t'ai vu pour la primière fois au Théâtre de la Bastille, com texto e encenação de Tiago Rodrigues, com actores portugueses e franceses.
Em 2017 será a capital portuguesa a acolher uma criação de um artista francês que dirigirá actores portugueses.
Miguel Honrado, anunciou mudanças, a primeira a conhecer em Setembro, o novo logo marca do TNDM.
O administrador disse ainda que irá abrir o Café Garrett, com uma esplanada no largo D. João da Câmara, lateral ao teatro, e anunciou a renovação do átrio de entrada do público, e obras de impermeabilização do edifício.

Fonte: http://www.sabado.pt/cultura_gps/teatro___danca/detalhe/temporada_do_d_maria_ii_com_homenagem_a_eunice_muoz.html

Sem comentários:

Enviar um comentário