segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

TORRE DE MONCORVO - IGREJA MATRIZ

Esta  fotografia da Igreja mostra os tais Santos que faltam

e não se sabe onde estão.
Nota-se que o da esquerda não está centrado, porque o seu suporte parece estar partido.
Será que foram retirados por medo de queda e estarão guardados em local desconhecido?
Ou terão caído num qualquer tremor de terra tão frequentes na zona da falha sísmica da Vilariça?
São hipóteses . . .
Se soubermos quando fecharam a frente do Adro, teremos uma referência cronológica; na foto o Adro ainda está aberto.

Texto e foto enviados por F. Garcia

Reedição de posts desde o inicio do blogue

6 comentários:

  1. Mais informação em:

    http://lelodemoncorvo.blogspot.com/2010/09/torre-de-moncorvo-as-estatuas.html
    http://lelodemoncorvo.blogspot.com/2010/09/torre-de-moncorvo-as-estatuas_17.html

    ResponderEliminar
  2. Esta fotografia prova que o mundo mudou.Na foto, a rua está suja e o adro limpo.Agora ,estão as ruas limpas e o adro sujo.Três mulheres com ar miserável ,uma criança ao fundo da rua a fazer chi-chi e um homem com ar de cowboi olhando para o fotógrafo.E as famosas estátuas em seu sítio.E um dos olhos de boi com os vidros partidos.Eram dez e vinte.

    ResponderEliminar
  3. Esta figueira também está "pedrada"?

    ResponderEliminar
  4. Vilarandelo Umdiaumaimagem :uma pena não se encontrarem as imagens. abs

    ResponderEliminar
  5. Segundo o semanário "TEMPO"com o rigor que lhe reconhecemos(ver noticia das eleições autárquicas de 85)as referidas estátuas teriam caído ao debruçarem-se para apanhar uns figos da figueira que está por cima.

    Quando publiquei a notícia do jornal O TEMPO sobre o mistério das estátuas desaparecidas senti que estava incompleta. Encontrei nos arquivos da censura a segunda parte .Dizia : “Ao caírem, num gesto de desespero deram as mãos e como uma era de cantaria e a outra de gesso,desceram na vertical e sobrepostos. Caíram , felizmente ,em cima de uma velhinha beata que sofria de uma doença incurável. Ela, amorteceu-lhes a queda e foi directamente para o céu ,eles ficaram quase ilesos, apenas partiu um braço o santo Estáquio que era o de gesso.
    Como havia no adro mais beatas do que num cinzeiro de um benfiquista enquanto vê a sua equipa a ser derrotada pelo Porto, viram o sucedido e começaram a gritar MILAGRE!MILAGRE!
    Apareceu o senhor Júlio com uma vela acesa e o padre Félix com um crucifixo e o missal. Estupefacto,experinte , disse: vamos organizar uma comissão para elaborar um relatório ao senhor Bispo de Braga (não confiava no de Bragança).Nomeio mesmo aqui o senhor Machadinho ,homem crente, menbro da união nacional .Jaime Machado vinha de um fracasso miraculoso com a virgem de Vilar-Chão e recusou! Tinha medo de um fracasso; quem tem cu tem medo e embora os do reviralho lhe chamassem o pardal sem rabo ele sabia a diferença entre as duas palavras.
    As estátuas desapareceram pois foram despedaçadas pelos crentes fundamentalistas E TODOS QUISERAM LEVAR as santas relíquias para os seus altares de família. Quem ficou a ganhar foram os marranos de Felgueiras pois aumentaram as encomendas de velas.
    A minha avó ainda tem um dedo mindinho do santo que era de cantaría. Diz ela que é o Santiago Maior

    ResponderEliminar