quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Torre de Moncorvo e de Carrazeda de Ansiães - Parque Eólico


Autarquias de Torre de Moncorvo e de Carrazeda de Ansiães não se conformam com o chumbo à construção de um parque eólico na região.
O Instituto de Conservação da Natureza e Florestas deu parecer negativo ao projeto, o que deve inviabilizar um investimento de 92 milhões de euros.

  

2 comentários:

  1. Na minha modesta opinião todos/as os/as que são a favor da destruição da natureza que herdamos deveriam passar debaixo de um aerogerador 24 horas consecutivas, deixariam de certeza de apoiar estes parques.

    ResponderEliminar
  2. ICN não deu parecer positivo? Estranho quem trata dos processos de avaliação ambientaç é a agência portuguesa de ambiente. O processo está aqui, http://siaia.apambiente.pt/AIA.aspx?ID=2818, e não vi nada sobre o ICN. E em relação ao investimento, possivelmente nem vai gerar empregos.

    ResponderEliminar