sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

TORRE DE MONCORVO - EFEMÉRIDES (19/02)

19.02.1965 – Nesta altura nas aldeias do concelho existiam em Carviçais os cafés de Manuel Joaquim Sá e Adérito Manuel Chéu, no Larinho o de Patrício dos Anjos Nunes e na Horta da Vilariça o de Alípio Augusto Almeida. Estranhamente o governo civil só lhes passava alvará de abertura até às 21 horas, enquanto as tabernas tinham licença para estar abertas até às 21h30. Por isso reclamaram à câmara e esta ao governo civil. Da reclamação, assinada pelo presidente da câmara, dr. Camilo Augusto Sobrinho, constava o argumento seguinte:

....privar o povo ...

- Todos estes estabelecimentos têm aparelho de televisão cujo noticiário principal é pelas 21 horas. O encerramento antes de terminar, vem, portanto, privar o povo dum dos meios mais eficientes da doutrinação e cultura, que são absolutamente necessários e indispensáveis à sociedade do nosso tempo. Ainda ontem a televisão deu o devido relevo à magnífica e oportuna comunicação de Sua Excelência o Senhor Presidente do Conselho ao País. Esta foi transmitida directamente às 18 horas, hora inconveniente à maioria da população rural. Todavia foi retransmitida mais tarde no noticiário da noite, cerca das 22 horas. Portanto só nessa altura é que a massa trabalhadora pôde acompanhar esta comunicação.
António Júlio Andrade

4 comentários:

  1. Das duas uma:ou o doutor Sobrinho era um fiel incondicional do regime, ou tinha manha para obter o que desejava.

    ResponderEliminar
  2. Esta efeméride deve ser lida no BOM AMIGO às duas da manhã.

    ResponderEliminar
  3. As coisas do estado novo ainda mexem com muita gente.É um terreno minado.O doutor Sobrinho foi o último presidente da câmara do salazarismo.Emílio Andrés foi o escolhido para representar as mudanças do regime com a subida ao poder de Marcelo Caetano.

    ResponderEliminar
  4. O Doutor Sobrinho era de facto fiel e dedicado ao regime. Foi meu professor, e num exame oral, porque "noemeei" Marcelo Caetano ( ele queria EXmo SR Presidente do Concelho) interrompeu a minha oratória e considerou-me reprovado. Valeu-me o Director ( Pires Cabral) senão ia mesmo de vela....A terra lhe seja leve mas era fraca rês.

    ResponderEliminar