terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

TORRE DE MONCORVO - URROS














Click nas imagens para aumentar.
Fotografias enviadas Arinda Andrés

Reedição de posts desde o inicio do blogue

8 comentários:

  1. Estes sâo apenas dois de uma série de ruínas, de que muito gosto e com o título, Os cacharozes da minha infância.
    tININHA

    ResponderEliminar
  2. Parabéns a Urros por ter casas de xisto tão bem recuperadas,parabéns esses igualmente extensíveis a Mós que tb. tem por lá umas excelentes recuperações do seu património.

    Feliz o Municipio que tem um naipe de arquitectos desta qualidade.


    Didot

    ResponderEliminar
  3. Conheço tão bem estes refúgios de criança.
    Fazem parte do Universo das minhas recordações.
    Na foto da direita, consivo "vislumbrar" a casa da minha avó.
    Misé

    ResponderEliminar
  4. Misé Fernandes :Os meus também! Lindo!!!!

    ResponderEliminar
  5. CACHAROZES, SIGNIFICA HABITAÇÕES RUDES, PARDIEIROS, É MUITO ANTIGO E POPULAR.

    ResponderEliminar
  6. OS CACHAROZES DA MINHA INFÂNCIA
    ACACHADOS NA MINHA MENINICE
    A INSINUAR-SE NAS MINHAS ANSIEDADES,
    ASSOMO EM CACHOS DE JUVENTUDE
    CIBINHO DE MIMO AZUL,A ROÇAR,
    EM SAUDOSO COCHICHO,
    UMA CACHINHA DA MINHA LIBERDADE
    TÁO ACACHADINHA NUM CACHO DE SOL,
    MIGALHO DESTE MEU ENTARDECER!
    A.ANDRÉS

    ResponderEliminar
  7. ESTES E OUTROS CACHAROZES DA NOSSA ALDEIA PARECEM OFERECER UM "CIBINHO DE MIMO"QUANDO RECORDAMOS COM SAUDADE QUEM AS OCUPOU!SORTE NOSSA AINDA SE MANTEREM ERGUIDOS!
    -LOUVO TODOS OS QUE TÊM CORAGEM DE OS RECONSTRUIR.
    C.Canijo

    ResponderEliminar