sábado, 27 de fevereiro de 2016

TORRE DE MONCORVO - EFEMÉRIDES (27/02)

António Joaquim Ferreira Margarido
27.02.1842 – Nascimento de António Joaquim Ferreira Margarido, em Torre de Moncorvo. Formado em medicina pela universidade de Coimbra, foi o maior político de Moncorvo nos anos de 1890 – 1910.
27.02.1862 – Nascimento de Antero Adelino Guerra e Sá, filho do dr. Francisco Diogo de Sá e D. Maria de São Joaquim Araújo Guerra. Formado em Medicina na Escola Médico – Cirúrgica do Porto, foi médico do partido em Vila Flor durante muitos anos, terra originária de sua mulher, D. Ludovina Pereira Forjaz de Sampaio. Era um dos maiores proprietários agrícolas do concelho de Vila Flor, nomeadamente da Quinta do Barracão, no Vale da Vilariça.
27.02.1871 – Nomeação do dr. Augusto Duarte Areosa para o cargo de delegado do procurador régio da comarca de Moncorvo.
27.02.1893 – O administrador Marcolino Márcio Ferreira Margarido dava a seguinte informação sobre a raiva e o remédio da Cardanha: - Há muito tempo que ninguém foi mordido neste concelho por animais hidrófobos, a não ser ultimamente um indivíduo da freguesia de Castedo, haverá um mês, pouco mais ou menos. O tratamento empregado tem sido uns bolos feitos por duas mulheres, irmãs, da Cardanha, remédio antiquíssimo que tem passado de geração em geração e que de longe tem sido procurado. O resultado obtido tem sido sempre o mais satisfatório, não tendo ainda morrido ninguém de raiva, pois tem-se o cuidado de tomar o remédio ao tempo competente. O remédio consta de 9 bolos, tomando-se um por dia, em jejum, desfeito num copo de quartilho de vinho branco sem composição, passeando-se o remédio em seguida e em sítio onde se não veja água. Acho da máxima conveniência que este remédio seja analisado competentemente.
27.02.1918 – Grassando então no concelho uma grande epidemia de tifo o administrador escreve aos regedores e aos párocos para que recomendem muita atenção e cuidado com os piolhos.
António Júlio Andrade



6 comentários:

  1. Joaquim Silva :é sempre bom saber alguma coisa mais antiga sobre o nosso concelho e neste caso concreto sobre a minha aldeia
    obrigado ao LELO -- um abraço

    ResponderEliminar
  2. está muito interessante este texto, o tratamento da raiva(...) e curava mesmo? e como era o remédio? e os piolhos?...meu Deus, quantas pragas...e a propósito , não foi um casal de cientistas que descobriu o remédio da raiva? ou estou a fazer confusão... madame Curie, penso...
    afinal esqueceram-se de registar a patente...
    Tininha

    ResponderEliminar
  3. Acho sempre muita piada a estes remédios caseiros, nem que não curem nada mesmo; acho piada. enquanto se acredita que cura.. e depois é sempre um buraquinho a dmostrar-nos um baú de memórias.
    Tininha

    ResponderEliminar
  4. Conceição Lucas da Silva :O Remédio da Cardanha volta ao ataque :)

    ResponderEliminar
  5. Pasteur foi quem descobriu a cura para a raiva, não foi? O casal Curie é que foi o das matérias radioativas, ou não? Não sou muito bom em Ciencias.

    ResponderEliminar
  6. muito obrigada pelo esclarecimento, eu bem digo, aprender sempre.
    Tininha

    ResponderEliminar