quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Freixo de Espada à Cinta - Município de Freixo homenageou António Monteiro Cardoso


O Convento S. Filipe de Néry foi o local escolhido para a apresentação da reedição do Livro Boas Fadas que te Fadem e homenagem, a título póstumo, de António Monteiro Cardoso.
Uma homenagem que, para Maria do Céu Quintas, Presidente da Câmara Municipal de Freixo de Espada à Cinta, é “justa e merecida”, pois António Monteiro Cardoso era um “notável escritor e idóneo investigad
Na sua intervenção institucional a Autarca enfatizou o “rigor histórico e uma investigação irrepreensível, onde não faltaram deslocações ao Arquivo Geral de Simancas, e consultas no acervo da Torre do Tombo”, um trabalho, disse, que “resultou nesta empresa: escrever o que será, perduravelmente, o livro de Freixo”! 
Nas palavras proferidas na mesma sessão, Artur Parra, Vice-Presidente do Município, não se coibiu de considerar António Monteiro Cardoso, a par de Guerra Junqueiro, “um dos maiores escritores Freixenistas”, já Jorge Duarte, Técnico Superior do Município, considerou, na apresentação que fez do livro, que Boas Fadas que te Fadem “devia ser um livro de leitura obrigatória para todos os freixenistas”, por nele estar parte da história de Freixo, e por ter sido com este livro que surgiu a Rota do Judaico, designação que mudará para Rota António Monteiro Cardoso, como tributo ao autor e Investigador Social.
Presentes na cerimónia, os filhos do autor, João Aragão Cardoso e Joana Gomes Cardoso, referiram-se à ligação sentimental e afectiva que Monteiro Cardoso tinha para com Freixo, um sentimento que seria replicado pelo neto Frederico e a Eurodeputada Ana Gomes.
Na cerimónia esteve igualmente presente António Baptista Lopes, da editora Ânc
ora.


Gabinete de Comunicação da CM de Freixo de Espada à Cinta
Sara Alves

Sem comentários:

Enviar um comentário