quarta-feira, 3 de junho de 2015

Mogadouro apoia empresas que criem postos de trabalho

A Câmara de Mogadouro vai apoiar empresas que criem postos de trabalho no concelho, atribuindo-lhes um montante máximo até oito salários mínimos por cada pessoa contratada para um período de, pelo menos, cinco anos. 
“Ao município não interessa se empresa tem sede em Mogadouro ou fora”, refere o vice-presidente da autarquia, Evaristo Neves, especificando que o “imperioso é que gere os empregos no concelho”. 
Qualquer ramo de negócio é bem-vindo e não há um limite de idade para contratar mão-de-obra.
Se a empresa se quiser fixar na nova área da Zona Industrial de Mogadouro (ZIM), onde estão disponíveis 43 lotes e já em fase final de conclusão, “poderão ver o preço do lote ser reembolsado em 50 cêntimos, se criarem quatro postos de trabalho”, avança o autarca. 
A terceira fase de construção da ZIM tem já uma taxa de execução de “empreitada” que ronda os 70% e o metro quadrado naquele perímetro será vendido a 3,75 euros. 
O vice-presidente da autarquia de Mogadouro frisa que têm “sido contactados por diversos empresários para se instalarem em Mogadouro de forma a criar postos de trabalho, sendo está a única forma de fixar pessoas no concelho”. 
A autarquia, liderada pelo PS, tem um gabinete destinado a receber os investidores e a partir daí é só seguir os trâmites do regulamento que foi aprovado, em sede de executivo camarário e Assembleia Municipal.

Fonte: http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=188516

Sem comentários:

Enviar um comentário