segunda-feira, 1 de junho de 2015

Foz Côa: Festival de Vinhos do Douro Superior bate recordes


Vila Nova de Foz Côa, em relação aos principais centros urbanos portugueses, não fica propriamente ali ao virar da esquina. Por isso é bastante mais difícil organizar acontecimentos que possam mobilizar pessoas de fora. Mas ano após ano o Festival de Vinhos do Douro Superior (FVDS), uma iniciativa da Câmara Municipal, com a organização técnica da Revista de Vinhos, vem-se afirmando como um evento vínico de sucesso, apesar de algumas dificuldades logísticas, nomeadamente falta de alojamento em Vila Nova de Foz Côa. No passado fim-de-semana de 22 a 24 de Maio de 2015, na quarta edição, o festival voltou a superar-se: contou com um número de visitantes recorde, com sete mil pessoas a marcarem presença na ExpoCôa, tal como o grupo de jornalistas, bloggers e representantes do comércio, com mais de 50 profissionais. Foi assim ao longo de três dias, tendo a Capital do Douro Superior atraído muitos apreciadores de vinho de vários pontos de Portugal, com destaque para Lisboa, Coimbra, Porto, Leiria, Algarve e até Madeira e Açores. 
Com o 4.º FVDS a reunir os representantes da indústria e personalidades de maior relevo, o ExpoCôa transformou-se no local certo à hora certa para o anúncio de algumas novidades para o sector. Além das várias novas marcas apresentadas ao público durante o evento, os produtores da 5 Bagos, proprietários da Quinta da Saudade, inauguraram uma adega própria e o empresário e enólogo José Maria Soares Franco, da Duorum Vinhos, anunciou a construção de uma unidade hoteleira na Quinta de Castelo Melhor. De facto, além da qualidade dos seus vinhos, a sub-região do Douro Superior está a trilhar um caminho para se afirmar como um destino de excelência. 


À semelhança do que aconteceu nas edições anteriores, o festival contou uma vez mais com eventos paralelos que atraíram muita gente, nomeadamente o Concurso de Vinhos do Douro Superior, que elegeu os melhores brancos, tintos e Portos, provas de brancos e tintos, comentadas por João Paulo Martins (Revista de Vinhos), e de vinhos do Porto, por Luís Antunes (Revista de Vinhos), e uma prova de azeites conduzida por Francisco Pavão (Associação de Olivicultores de Trás-os-Montes e Alto Douro). O FVDS contou ainda com o colóquio Vinho e Turismo do Douro Superior, com moderação de Fernando Melo (Revista de Vinhos) e o excelente contributo do entusiasta e profundo conhecedor da realidade duriense António Barreto, entre outros. 
Durante o fim-de-semana houve outros momentos que ligaram a cultura do vinho  na região a muitas outras facetas culturais e a momentos de convívio ímpares. Destaques para a abertura e encerramento do primeiro dia de evento a cargo do grupo Filandorra: Teatro do Nordeste com excertos da peça As Bacantes, de Eurípedes e um concorrido espectáculo ao vivo do músico João Pedro Pais, a fechar a noite de Sábado. Com muita graça e bastante apreciada foi também a animação que, a cargo da Companhia XPTO, inundou o recinto e cidade de barricas e uvas humanizadas.
O anúncio dos resultados do concurso de vinhos e a entrega de prémios foi no domingo.
Os prémios maiores que galardoavam os melhores entre os melhores respectivamente nos brancos, tintos e portos, foram para o branco Bons Ares 2013 (Adriano Ramos Pinto Vinhos), o tinto Duorum Vinhas Velhas Reserva 2012 (Duorum Vinhos) e o Vinho do Porto Quinta da Ervamoira Vintage 2005 (da Adriano Ramos Pinto Vinhos.
No concurso foram avaliados mais de 150 vinhos (apenas da região do Douro Superior), avaliados por um painel de 30 provadores, de que o jornal i fez parte, e deu ainda lugar a 14 medalhas de Ouro, 18 medalhas de Prata e 23 medalhas de Bronze.
O painel era composto maioritariamente por jornalistas e bloggers da especialidade e proprietários de lojas de vinho. Os 30 provadores avaliaram, em prova absolutamente cega (as garrafas eram tapadas por capas pretas opacas), brancos, tintos e Vinhos do Porto durante toda a manhã de sábado, dia 23 de Maio. Para maior equilíbrio e justiça, os três vinhos mais pontuados em cada uma das três categorias e que passaram à finalíssima foram depois avaliados por todos os jurados, que escolheram os três vencedores, um em cada categoria. E foram esses três mais pontuados que receberam o galardão Melhor Vinho.
Destaque para a categoria de tintos, onde o Duorum Vinhas Velhas Reserva 2012  destronou o vencedor do ano passado, o Touriga Chã de 2011. O vinho vencedor é produzido pela Duorum Vinhos e a enologia está a cargo de José Maria Soares Franco e João Perry Vidal. Nos brancos e Vinhos do Porto, destaque para o Bons Ares de 2013 e Quinta da Ervamoira Vintage 2005, ambos com a assinatura da equipa liderada por João Nicolau de Almeida, administrador da Ramos Pinto. São dois vinhos de quinta, de duas quintas da empresa duriense: Bons Ares, em altitude, e Ervamoira, junto ao rio Douro. Refira-se por curiosidade e para os menos familiarizados com o tema, que o belíssimo vinho Duas Quintas tem esse nome porque são vinhos dessas duas quintas que lhe dão origem.
Os prémios foram entregues em cerimónia no próprio recinto da feira (ExpoCôa), com a presença de várias autoridades locais e do presidente da Câmara de Vila Nova de Foz Côa, Gustavo Duarte, que saudou os premiados. A listagem completa dos vinhos premiados, por ordem alfabética em cada categoria:
Os melhores entre os melhores: Branco - Bons Ares 2013 (Adriano Ramos Pinto Vinhos); Tinto - Duorum Vinhas Velhas Reserva 2012 (Duorum Vinhos); Vinho do Porto - Quinta da Ervamoira Vintage 2005 (Adriano Ramos Pinto Vinhos)
Brancos – Medalhas de Ouro: Montes Ermos Códega do Larinho 2014 (Adega Cooperativa de Freixo de Espada à Cinta); Palato Reserva 2014 (5 Bagos); Quinta Vale d´Aldeia Alvarinho 2014 (Quinta Vale d´ Aldeia)

Prata: Couquinho Superior 2013 (Quinta do Couquinho); Mapa 2014 (Pedro Mário Garcias); Tons de Duorum 2014 (Duorum Vinhos)
Bronze: Dona Berta Vinhas Velhas Rabigato Reserva 2013 (H & F Verdelho); Duas Quintas Reserva 2013 (Adriano Ramos Pinto Vinhos); F Reserva 2013 (Herança de Sonho); Muxagat Os Xistos Altos 2012 (Muxagat Vinhos); Quinta da Mieira 2012 (João Turégano)
Tintos – Medalhas de Ouro: Altano Quinta do Ataíde Reserva 2011 (Symington Family Estates); Crasto Superior 2013 (Quinta do Crasto); Moinhos do Côa 2011 (Artur Adriano Proença Rodrigues); Montes Ermos Grande Reserva 2011 (Adega Cooperativa de Freixo de Espada à Cinta); Quinta da Touriga Chã 2012 (Jorge Rosas Vinhos); Quinta do Grifo Reserva 2011 (Rozès); Quinta do Vale Meão 2012 (F. Olazabal & Filhos); Quinta do Vesúvio 2011 (Symington Family Estates)
Prata: Bardo Real Grande Reserva 2011 (Sete Bagos Vinhos); Castello d´Alba Limited Edition 2012 (Rui Roboredo Madeira, Vinhos); Holminhos 2012 (Quinta Holminhos); Palato Reserva 2011 (5 Bagos); Quinta da Canameira Reserva 2007 (Sampaio e Melo Cabral - Vinhos da Quinta); Quinta da Leda 2012 (Sogrape Vinhos); Quinta da Mieira Reserva 2012 (João Turégano); Quinta da Sequeira Grande Reserva 2009 (Mário Jorge Eugénio Monteiro Cardoso); Quinta da Zaralhôa Reserva 2008 (L. Resende & Cruz); Quinta de Lubazim Grande Reserva 2012  (Quinta de Lubazim); Quinta dos Quatro Ventos Reserva 2008 (Aliança Vinhos de Portugal)
Bronze: Azinhate Reserva 2011 (H. Abrantes - Douro Wines); Barão de Vilar Grande Reserva 2011 (Barão de Vilar, Vinhos); Bardo 2008 (Sete Bagos Vinhos)Cadão Reserva 2010 (Mateus & Sequeira Vinhos); Casa Burmester Reserva 2011 (Sogevinus Fine Wines); D. Graça Grande Reserva Selecção Privada 2011  (Vinilourenço); Duas Quintas Reserva 2012 (Adriano Ramos Pinto Vinhos); Duorum 2013 (Duorum Vinhos); F Reserva 2011 (Herança de Sonho); Foral Reserva 2013 (Aliança Vinhos de Portugal); In Culto Reserva 2011 (Zero Defeitos – Casa; Agrícola Pinto Barbosa); Inquieto Reserva 2011 (Douro Prime); Perdigota 2013 (Caves da Quinta do Pocinho); Quinta da Fronteira Grande Escolha 2012 (Companhia das Quintas)
Quinta do Couquinho Grande Reserva 2011 (Quinta do Couquinho); Quinta Vale D´ Aldeia Grande Reserva 2011 (Quinta Vale D´ Aldeia); Villarôco Reserva 2010 (José Carlos Pereira Corte Real); Vinhas Velhas do Douro Superior by Rui Roboredo Madeira 2012 (Rui Roboredo Madeira, Vinhos)
Vinhos do Porto – Medalhas de Ouro: Barão de Vilar Colheita branco 2004 (Barão de Vilar, Vinhos); Butler Nephew Tawny 30 Anos  (Christie Port Wines); Quinta do Vesúvio Vintage 2013  (Symington Family Estates)

Prata: Barão de Vilar Porto Colheita 1982 (Barão de Vilar, Vinhos); Duorum Vintage 2012 (Duorum Vinhos); Senhora da Ribeira Vintage 2013 (Symington Family Estates); Terras do Grifo Vintage 2011 (Rozès)

Fonte:http://www.ionline.pt/artigo/393879/festival-de-vinhos-do-douro-superior-bate-recordes-em-vila-nova-de-foz-c-a?seccao=Mais_i

Sem comentários:

Enviar um comentário