quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Nordeste Transmontano -Efemérides (04/01)

Sambade
04.01.1752 – Arrematação da obra de retábulo do altar mor da igreja matriz de Moncorvo pelo entalhador bracarense Francisco Rodrigues da Silva.
04.01.1827 – Entram em Bragança 1 500 espingardas e 80 000 rações de bolacha vindas de Valladolid, Espanha, para as tropas Miguelistas instaladas na cidade.
04.01.1901 – Sátira do semanário progressista “Torre de Moncorvo” comentando a situação política nacional:
Sem luz, já nós vivemos.
Sem dinheiro, não tardará.
Sem carne, já nós estamos,
 em pele, quem ficará…?
O mesmo jornal falava da situação política municipal fazendo o seguinte balanço:
- Demissão do funcionário Viriato José Lopes, que era progressista; idem suspensão do cantoneiro Aníbal José Masouqueiro; demissão do ajudante de professor António José Martins; demissão do escrivão de paz de Carviçais Albino César Pombal; demissão de Vitor Campos, ajudante da aula do Felgar, um dia depois de ser ali colocado; demissão do lampionista Trevões.
04.01.1912 – Lançamento do jornal “Escola Trasmontana”, em Sambade, dirigido pelo professor Tito Sendas, originário da Cardanha.
04.01.1930 – Criação do arciprestado de Freixo de Espada à Cinta.

António Júlio Andrade


Reedição de posts desde o início do blogue

4 comentários:

  1. Sem luz, já nós vivemos.
    Sem dinheiro, não tardará.
    Sem carne, já nós estamos,
    Sem pele, quem ficará…?

    Em 1901 como em 2012,a história repete-se e são sempre os mesmos que pagam.
    Durante a inqusição os judeus fugiram para a Holanda para não morrerem nas fogueiras do santo ofício, os nossos capitalistas transferem a sede das suas empresas para a Holanda, para os politicos não queimarem o seu dinheiro.Queimam só o nosso.
    Noitibó

    ResponderEliminar
  2. O que é um arciprestado?
    É por isso que há arciprestes no s cimitérios?

    ResponderEliminar
  3. Como este texto tem um conteúdo politico e como alguém fez a comparação com o momento actual tomo a liberdade de enviar este texto.Se entenderem, publiquem, se não ,não ,amigos na mesma.
    Acorda Portugal
    Peço a cada destinatário deste e-mail que o envie a um mínimo de vinte
    pessoas em sua lista de contatos, e por sua vez, peça a cada um deles que
    faça o mesmo.
    Em três dias, a maioria das pessoas neste país lerá esta mensagem.
    Esta é uma idéia que realmente deve ser considerada e revista por todos
    os
    cidadãos.

    Alteração da Constituição de Portugal para 2012 para poder atender o
    seguinte, que é da mais elementar justiça:

    1. O deputado será pago apenas durante o seu mandato e não terá reforma
    proveniente exclusivamente do seu mandato.

    2. O deputado vai contribuir para a Segurança Social de maneira igual aos
    restantes cidadãos. Todos os deputados ( passado, presente e
    futuro) passarão para o actual sistema de Segurança Social imediatamente.
    O
    deputado irá participar nos benefícios do regime da Segurança Social
    exactamente como todos os outros cidadãos. O fundo de pensões não pode
    ser
    usado para qualquer outra finalidade. Nãohaverá privilégios exclusivos.

    3. O deputado deve pagar seu plano de reforma, como todos os portugueses
    e
    da mesma maneira.

    4. O deputado deixará de votar o seu próprio aumento salarial.

    5. O deputado vai deixar o seu seguro de saúde atual e vai participar no
    mesmo sistema de saúde como todos os outros cidadãos portugueses.

    6. O deputado também deve estar sujeito às mesmas leis que o resto dos
    portugueses.

    7. Servir no Parlamento é uma honra, não uma carreira. Os deputados devem
    cumprir os seus mandatos (não mais de 2 mandatos), e então irem para casa
    e
    procurar outro emprego.

    O tempo para esta alteração à Constituição é AGORA. Forcemos os nossos
    políticos a fazerem uma revisão constitucional.

    Assim é como se pode CORRIGIR ESTE ABUSO INSUPORTÁVEL DA ASSEMBLEIA DA
    REPÚBLICA.

    Se você concorda com o acima exposto, ENTÃO VÁ PARA A FRENTE. Senão, PODE
    DESCARTÁ-LO.

    Você é um dos meus 20 contatos.

    Por favor, mantenha ISTO A CIRCULAR.

    ResponderEliminar
  4. Arciprestado é uma circunscrição territorial de natureza religiosa, algo parecido com um concelho na esfera civil. Se um concelho agrupa várias freguesias, o arciprestado agrupa várias paróquias.
    Quanto ao cipreste, que o amigo classifica como árvore dos cemitérios e na verdade hoje, entre nós, é o que parece, devo dizer que antes era uma árvore distintiva de nobreza, encontrando-se ciprestes altaneiros à entrada de grandes quintas e casais nobres.J. Andrade

    ResponderEliminar