terça-feira, 24 de janeiro de 2017

TORRE DE MONCORVO - EFEMÉRIDES ( 24/01)

24 Jan 1866 - Informação do administrador de Moncorvo:
- No concelho a meu cargo o número de amoreiras é de 10 000. A produção de casulo de seda em estado na última novidade foi de 20 235 Kg. O preço médio por que o casulo se vendeu foi de 950 réis.
24 Jan 1886 – A câmara deliberou demolir a igreja de Santiago, sita no cemitério e em seu lugar fazer construir uma capela. A obra de demolição foi arrematada por Francisco António de Campos Grazina por 246 mil réis.
António Júlio Andrade

Reedição de posts desde o início do blogue

3 comentários:

  1. Mario Eurico Pontes Martins :Força,continue.

    ResponderEliminar
  2. Amoreira em Moncorvo é nome de rua.Para recordar.E estas amoras merecem um post.O blogueiro de serviço postou as primeiras amoras que tinha pensando que ninguém notava.Toma!Foste apanhado e agora faz uma ronda pelas cortinhas e se vires uma tira-lhe o retrato e zaz,blog com ela.Parece que houve um ofial que mandou cortar as amoreiras do largo da corredoura para andar a cavalo.Grande besta.

    ResponderEliminar
  3. Amigo das amoras. Deixe lá o fidalgo besta . Olhe que as árvores da Corredoura sempre foram os olmos. E estas árvores foram propositadamente escolhidas em séculos passados pelas administrações camarárias por uma razão económica. É que a sua folha era o melhor alimento para os suínos. J. Andrade

    ResponderEliminar