quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

DOURO - EFEMÉRIDES (12/01)

Felgueiras (2009)A.F.F.M.
12.01.1923 – Informação de que existe apenas uma máquina de destilação de aguardente na área do concelho de Moncorvo, na Quinta da Silveira, pertencente ao sr. António Gonçalves Martinho, que produz diariamente 550 litros de aguardente fina.

12.01.1931 – Informação das tabernas existentes na aldeia Felgueiras: de José dos Santos Pimpão; Manuel Joaquim Mateus e António Augusto Alves.
Idem na vila de Moncorvo: Cândida do Nascimento Aires; António Rafael Lapa; Maria de Jesus Fontes; Alberto Morais Cavalheiro; António Albano Moita; José dos Santos Coradinho; Olívia Augusta Carvalho; Maria Cândida Serra; Maria Delfina Moura; Urbana Delfina Mota; Ernestina Cândida Pinheiro; Teresa de Jesus Lopes; Cacilda da Luz Campos; Júlia Amélia Ferreira (cervejaria).
Almendra(2011)A.F.F.M.
12.01.1942 – A propósito da fome que então reinava na região (e no país) veja-se o seguinte ofício enviado pelo presidente da junta de freguesia de Urros para a câmara municipal de Torre de Moncorvo:
- Junto envio o cadastro das famílias desta freguesia que carecem de adquirir pão em Almendra ou aonde seja possível: Há muito que se fazem sentir medidas administrativas enérgicas neste sentido, porque tanto aqui nesta freguesia como noutras, poucos foram os lavradores que manifestaram e mandaram o cereal para o celeiro. Os que cumpriram com a lei sujeitaram-se ao preço da tabela e os que deixaram de o fazer, prevendo a escassez de cereal, têm estado a explorar a pobreza, vendendo cada quilo de cereal entre 2$50 e 3$00, que é por quanto estão a vendê-lo o que ainda há nas mãos dos gananciosos. Se esta gente ainda não foi aí a reclamar pão é porque tem estado a abastecer-se em Almendra, mas esta fonte acabou-se. A Bem da Nação. O Presidente da Junta, António Emílio Gomes Seco.
António Júlio Andrade

Reedição de posts desde o início do blogue

Sem comentários:

Enviar um comentário