quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Bragança - Nota de Imprensa

Duetos improváveis no Praça 16

Chama-se “Fuja, Minha Avó, Fuja” e promete ser um projecto que vai marcar a agenda cultural brigantina durante o mês de Janeiro. Lançada pelo Praça 16, um bar cultural instalado na principal praça de Bragança, a iniciativa vai reunir oito músicos numa plataforma colaborativa de experimentação e criação musical. O primeiro concerto será protagonizado por Cristiano Ramos e Rúben Santos, a 5 de Janeiro.

O desafio do Praça 16 é juntar duetos improváveis que vão ligar alguns intrumentos de famílias musicais diferentes num exercício de construção criativa. Contrabaixo e sintetizadores, trompete com guitarra ou um acordeão conjugado com instrumentos de corda são alguns dos exemplos que vão subir ao palco. O elenco escolhido tem em comum vários anos de ligação à música e uma imensa vontade de partilhar experiências e gostos musicais no projecto que se estende ao longo do mês de Janeiro.

Entre os elementos do “Fuja, Minha Avó, Fuja”, há professores de música, maestros de bandas e, ainda, membros de grupos musicais. “O objetivo é realizar cruzamentos em formato de duo entre oito músicos locais com diferentes backgrounds, estilos e instrumentos. Prevê-se que cada duo crie peças originais para um concerto com uma duração aproximada de 30 minutos”, explica o mentor do projecto, Pedro Cepeda.


Os músicos trabalham juntos há alguns meses e apresentarão os resultados dessa colaboração nas quatro quintas-feiras do mês de Janeiro, no palco do Praça 16. Pedro Cepeda considera que “Fuja, Minha Avó, Fuja” pode ser uma excelente experiência de colaboração entre músicos. “Queremos que este projeto seja um estímulo criativo para os músicos locais. Acreditamos que pode ser um catalisador para abordagens inovadoras e leituras alternativas sobre a nova criação musical local e que, a curto-prazo, ultrapasse as paredes do Praça 16 e se torne uma referência na cidade de Bragança”, sublinha.



“Fuja, Minha Avó, Fuja”, um projecto evocativo da identidade local

“Fuja, Minha Avó, Fuja”, o nome escolhido para este projecto do Praça 16, foi inspirado numa conhecida frase associada a Carlinhos da Sé, personagem emblemática da cidade de Bragança e figura ímpar da paisagem social da Praça da Sé.
Carlinhos cruzava-se, na praça, com todos e todos se cruzavam com a sua irreverência, os seus dizeres e as expressões carregadas de humor e criatividade.  Este projecto trata-se disso mesmo: encontros, cruzamentos, irreverência e criatividade, numa atitude inocentemente provocadora.


Agenda:
5 de Janeiro |22h30|Cristiano Ramos e Rúben Santos 
12 de Janeiro |22h30|João Gil e Henrique Rodrigues
19 de Janeiro| 22h30|Luís Rabaçal e Rui Grangeia
26 de Janeiro |22h30|Joaquim Cavalheiro e Bruno Serra

Sem comentários:

Enviar um comentário