quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Setúbal - Prémio Secil Engenharia Civil 2014 Atribuído ao Aproveitamento Hidroelétrico do Baixo Sabor

O Prémio Secil de Engenharia Civil 2014 foi atribuído pela Secil e pela Ordem dos Engenheiros ao Aproveitamento Hidroelétrico do Baixo Sabor. O galardão, reconhecido como o prémio referência de engenharia civil em Portugal, distingue, de dois em dois anos, o mais significativo projeto na área.

O projeto do Aproveitamento Hidroelétrico do Baixo Sabor foi desenvolvido por uma equipa multidisciplinar de engenharia da EDP Produção, coordenada pelo Eng. Domingos Silva Matos. Este projeto foi distinguido por unanimidade pelo Júri do Prémio Secil, presidido pelo Eng. António Campos Matos.
O Aproveitamento Hidroelétrico do Baixo Sabor, que está situado no concelho de Torre de Moncorvo e abrange também os concelhos de Alfândega da Fé, Mogadouro e Macedo de Cavaleiros, tem a potência instalada de 189 MW, sendo constituído por dois escalões, o de Baixo Sabor a montante e o de Feiticeiro a jusante. O escalão de montante, com uma barragem de 123 metros de altura (a segunda mais alta do País), cria uma albufeira com a capacidade de 1 095 hm3, que é também a segunda maior do país.

O dono da obra é a EDP Produção, a construção esteve a cargo do Baixo Sabor ACE, constituído pelas empresas Odbrecht – Bento Pedroso Construções, SA e Lena Construções, SA, e a fiscalização da obra foi assegurada pela Consulgal – Consultores de Engenharia, SA.
A Secil instituiu o Prémio Secil em 1992, que é hoje reconhecido como o galardão de máxima referência em Engenharia Civil em Portugal, merecendo o Alto Patrocinio da Presidência da República desde a sua primeira edição.


O Prémio Secil de Engenharia Civil tem como objetivo incentivar e promover o reconhecimento público de autores de soluções que tenham sido aplicadas em obra e constituam peças significativas no enriquecimento da engenharia civil e em que se reconheça ser adequado o recurso à incorporação do cimento, material cuja produção constitui vocação principal da Secil.

Prémios Secil Universidades

O Prémio Secil Universidades tem como objetivo incentivar a qualidade do trabalho académico e o reconhecimento público de jovens oriundos das Escolas de Engenharia Civil e Arquitectura portuguesas.
Os Prémios Secil Universidades abrangem este ano duas edições que premiaram os seguintes autores e projetos:

PSU 2013 Engenharia Civil

-           Taciano Alberto da Silva Correia - Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
Vigas em betão armado reforçadas à flexão com laminados de fibras de carbono (CFRP) instalados em rasgos colados à superfície. Estudo do efeito da colagem parcial
-           André Filipe de Sousa Bento Guedes Quinhones e João Manuel Alves Serra - Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
Estudo de uma Ponte com Pré-Esforço Extradorsal - Via Ferroviária de Alta Velocidade
-           Mª Mafalda Costa Gomes Eugénio Cardoso - Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto
Concepção e Projecto de uma Ponte Pedonal sobre a Via de Cintura Interna

PSU 2013 Arquitectura

-           José Rafael Freitas - Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
Torre do Sol. Uma nova porta para a cidade
-           José Vieira e Rodrigo Henriques – Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
Valorização da área do Intendente
-           Ana Patrícia Santos - Universidade Autónoma de Lisboa
Varanda. Espaço hiperfuncional
-           Gonçalo Pacheco - Universidade Autónoma de Lisboa
Aeroporto Montijo
-           Rita Plácido Carneiro - Fac. Arquitectura – Universidade do Porto
Centro de Documentação na Trindade

PSU 2014 Engenharia Civil

-           Francisco Carvalho Neto de Queirós Pimenta – FEUP
Caracterização Experimental do Comportamento Dinâmico de Pontes e Ajuste
-           Pedro Miguel Marques Esteves – IST
Tabuleiros de Pontes Hídridas aço/betão - Modelos de Dimensionamento para as regiões de ligação
-           João Manuel Alves Serra – IST
Análise Dinâmica de Pontes em Vias Ferroviártias de Alta Velocidade - Modelos de peça linear considerando o efeito de empenamento das Secções Transversais

PSU 2014 Arquitectura

- Ana Catarina Seabra e Rita Rebelo Póvoas- IST
Ampliação do Museu Nacional de Arte Antiga
- Nuno Nascimento e Vasco Lima Mayer - IST
Extenção do Museu Nacional de Arte Antiga
- Ana Isabel Loureiro - Universidade de Évora
Consolidação da Casa Cartesiana do Alentejo - Santa Maria Scala Coeli
- Maria Ave Romani - Universidade Autónoma de Lisboa
The Wish Machine - a memória da ilha
- Joel Ferreira Dinis - Universidade do Minho
O Castroeiro: a biografia do lugar como instrumento do projecto de arquitectura

Sobre a Secil

A Secil foi constituída em 1930, mas o seu percurso está ligado à própria história da indústria cimenteira de Portugal, que tem origem na instalação do primeiro forno para produção de cimento no Vale da Rasca, junto à foz do Rio Sado, perto da cidade de Setúbal, no início do século passado.
Numa trajectória de crescimento sucessivo, consolidada a partir da sua aquisição pela Semapa, em 1994, a Secil tornou-se uma referência na indústria de cimento de Portugal, cujo mercado abastece em mais de um terço. No ano 2000 deu início ao seu processo de internacionalização: hoje, além de três fábricas em Portugal, a Secil está presente também na Tunisia, Angola, Líbano, Cabo Verde e Brasil, num total de oito fábricas em quatro continentes.

Embora o núcleo central da sua atividade seja a produção de cimento, a Secil integra um conjunto de cerca de 40 empresas que operam em áreas complementares, como a produção de betão, pré-fabricados, argamassas e revestimentos.

Fonte: http://www.rostos.pt/inicio2.asp?cronica=4000893&mostra=2&seccao=as-empresas&titulo=Setubal-Premio-Secil-Engenharia-Civil-


Sem comentários:

Enviar um comentário