quinta-feira, 29 de setembro de 2016

NORDESTE TRANSMONTANO - EFEMÉRIDES (29/09)

29.09.1643 – Um corpo de tropas castelhanas pôs cerco à aldeia de Moimenta, concelho de Vinhais. Pelas ruas da povoação houve rijos combates entre os invasores e os moradores, estes munidos dos mais diversos instrumentos de uso agrícola, sobretudo. Um grupo de 70 homens da aldeia procurou defender-se no adro da igreja e depois dentro do próprio templo. Esforço inglório. As tropas espanholas entraram na igreja e quiseram obrigá-los a gritar: - Viva el-rei Filipe I! Aqueles recusaram e foram passados todos á espada. Este foi apenas um dos episódios da Guerra da Restauração em Trás-os-Montes, a qual se prolongou por uns 26 anos e que na raia trasmontana se caracterizou por constantes assaltos e razias como aquela de Moimenta, tanto do lado de cá como no lado de lá da fronteira.

29.09.1804 – Notícia da “maior colheita de torcidos de seda de que há memória em Trás-os-Montes”.
29.09.1886 – Lançamento do jornal “O Atleta” em Macedo de Cavaleiros.

Carrazeda
29.09.1904 – Notícia de Carrazeda: 
- Chegou a esta vila uma companhia espanhola de Zarzuela, composta por 14 personagens. Tivemos ocasião de ouvi-la na noite de domingo, agradando, em geral. Conta com alguns elementos de grande valor, principalmente a triple, que tem uma voz bem timbrada e muito agradável. A nossa terra, porém ( e vergonha é dizê-lo) é que não está habituada a receber companhias como esta, porque… por muita coisa.



António Júlio Andrade

2 comentários:

  1. Monforte é um castelo da raia uma légua, feito de ruim muralha ao antigo, de que sai outra onde era a vila, que hoje só tem dentro oito ou dez casas de colmo, e outras tantas pela parte de fora. Tem, pela do castelo, uma estacada, a que mandei fazer parapeito e banqueta; está a maior parte da muralha da vila defendida da aspereza de um penhasco que para ela sobe, e a do castelo que olha a campanha quase de nível com ela, mas tem comodidade o inimigo para pôr duas baterias, que de perto lhe podem fazer grande ofensa; mais ao largo tem outras eminências que descortinam por dentro de ambas as muralhas a tiro de mosquete. Para resistir esta vila e castelo a exército pede obra considerável, e como não tem moradores, nem é de utilidade ao inimigo, não fará para esta ofensa. Deve acomodar-se o castelo para resistir em qualquer incidente que o inimigo ali chegue sem o fim de sitiar, com obra de tão pouco porte que não merece fazer sobre ela discurso.

    Vinhais é pequena vila que dista légua e meia da raia, tem uma ruim muralha que cerra poucas casas, sem outra defesa, nem a pede porque não é de utilidade ao inimigo, nem de porte para vir a ela, e ainda para com cavalaria fazer presa, é dificultosa a entrada, pelo ruim passo que tem para fazê-la.

    http://guerradarestauracao.wordpress.com/

    ResponderEliminar
  2. Carrazeda de Ansiães é uma vila de características rurais, sede de um concelho com 19 freguesias e com a área aproximada de 282,28km2. Pertence ao distrito de Bragança, situando-se para sudoeste deste, tendo o rio Tua até à Foz a limitá-lo para poente, e o rio Douro a Sul.

    ResponderEliminar