quarta-feira, 25 de maio de 2016

Camané, Rebanda e a Igreja Matriz


Eu Carlos Manuel Firmino Ricardo peço para publicar esta mensagem, enviada para o bispo de Bragança e para o organismo cultural do Norte entidade que superintende o Dr Nelson Rebanda


Venho por este meio e com ela fazer uma  participação do funcionário que este organismo tem em Torre de Moncorvo,  Drº Nelson Rebanda , não queria que vissem nesta um assunto pessoal, nada me move em relação a esse senhor e a indiferença seria o melhor caminho que poderia seguir, é assim que ele quer estar no MUNDO, mas não é assim que eu quero estar, como diz o adagio popular quem não deve não teme, e ao azeite vem sempre ao cimo,  é por isso que eu estou a escrever este email, esse senhor  fez parte de um grupo de amigos a quem enviava email, uns críticos daquilo que se passava nesta vila, outros nem por isso, uns respondiam-me, outros, a maior parte não, mas sempre enviei , não tenho facebook, acho este sistema a quem lhe chamam “redes sociais” um autentico disparate, mas isso sou eu a pensar, num desses email anexei umas fotos da igreja de Torre de Moncorvo (fotos anexadas a este email)  e dizia que poderíamos candidatar a barbeiro para limpar os arbustos que estavam não cimo da igreja, o srº Drº Nelson Rebanda, que estudou comigo, ofendido não sei porquê, se calhar ainda não disse nada sobre o estado da igreja, numa atitude, diria conflituosa que procura não um esclarecimento cabal daquilo que escrevi mas sim uma provocação como se poderá ver na respostas dadas e que eu sublinho, pergunto se este senhor tendo estas atitudes perante uma pessoa que conhece bem o que poderá fazer com aqueles que não conhece, Portugal aposta no turismo, mas não será com elementos destes que poderemos fazer progressos e estar ao nível de outros Países nossos concorrentes, gostaria que estes serviços fizessem uma repreenda e que lhe dissessem para se retrair, o País não merece ter há frente pessoal conflituoso como é desse senhor



Depois disto enviou-me outro email, que não respondi, tal como o anterior onde dizia que estava a pensar reencaminhar o email para o seu advogado e depois  assentaria o “rabo” no tribunal, mas como era considerado um doido e tolo, os serviços judiciais não iriam aceitar a denuncia dele, perante isto gostaria que os Vossos serviços fizessem alguma coisa, e esta minha atitude perante os factos assim demonstra

Sem outro assunto

Carlos Manuel Firmino Ricardo
 
Nota;
Sou funcionário da Portugal Telecom, tenho 55 anos e faço parte do grupo de teatro alma de ferro, colaborei com varias associações culturais e desportivas nestes anos, a minha vida tem sido pautada pela honradez e sinceridade  e a prova é a denuncia que faço .

4 comentários:

  1. Eu Carlos Manuel Firmino Ricardo, natural de Torre de Moncorvo peço que analisem esta mensagem e reparassem no tipo de linguagem que o responsável pelos serviços da DRCN em Torre de Moncorvo tem, o Drº Nelson Rebanda quando lhe enviei umas fotos sobre o estado de conservação da igreja matriz de Torre de Moncorvo teve esta reacção pouco digna perante os factos, utilizando uns palavrões que nada dignificam o comportamento de quem esta à frente do serviços do Ministério da Cultura em Torre de Moncorvo, se o comportamento desse senhor perante uma “critica que fiz” e que me conhece bem, imaginem agora com aquelas pessoas que não conhece, não será com pessoas destas estando há frente destes lugares que representa a nossa historia enquanto povo que poderemos dar a conhecer aos outros e que nos visitam, a indiferença era a melhor coisa que poderia fazer, mas isso iria contra toda os princípios que tive, deixo há V. consideração

    camané

    ResponderEliminar
  2. «A cada cerdo le llega su San Martín»1 es un refrán que alude a que cada cual recibirá en su momento la respuesta por los actos cometidos. Si alguien ha actuado incorrectamente, tarde o temprano le llegará el momento de pagar su culpa.
    Orabanda

    ResponderEliminar
  3. Entendam-se é a melhor coisa que poderão fazer, conheço os dois e cada um tem o seu feitio muito orgulhosos, às vezes temos que por esse orgulho de lado, ambos inteligentes estou em crer que isto não irá afectar a amizade que tem um pelo outro

    ResponderEliminar
  4. Moncorvo perde grandemente com as questiúnculas e a polarização entre a falta de modos e os modos de plástico, mas enfim, é o que é, quem pode que respire outros ares ou que, nesses, faça ouvidos moucos ao que, valendo o que vale, faz estorvo escusado. O despropósito é por vezes brutal, perante ele ninguém fica minimamente livre para agir suavemente.

    ResponderEliminar