quinta-feira, 12 de maio de 2016

TORRE DE MONCORVO - EFEMÉRIDES (12/05)

12.05.1877 – Lista de expositores do distrito de Bragança premiados na Feira Internacional de Filadélfia (USA): José Inácio de Macedo baptista , de Mirandela (aguardente); Luís Bernardo Sampaio Mariz e Castro, de Carrazeda (nozes); José de Castro, de Bragança (vinho); Francisco António Pereira de Lemos, de Alfândega da Fé (trigo); Francisco Assis Pereira do lago, de Macedo de Cavaleiros (vinho); Bento António trigo de Negreiros, de Mirandela (vinho); António Bernardino de Miranda, de Moncorvo (vinho); Alexandre Tomás da Costa Pinto, de Castro Vicente (seda crua); Francisco Xavier de Morais Pinto, de Mirandela (vinho); José António dos Reis, de Moncorvo (seda crua); Domingos Salgado, de Carrazeda (vinho); João Fernandes Teixeira, de Mirandela (vinho).
Moncorvo (1894)
12.05.1895 – Veja-se uma prosa do semanário O Moncorvense desta data: - Instrução Gratuita! – As propinas dos alunos do Colégio de Moncorvo para os exames requeridos no Liceu de Vila real importaram em perto de quinhentos mil réis! Quando nas outras nações a instrução é fomentada, aqui é explorada, dando uma fonte de receita não pequena para o estado, que nada gasta com ela e até lucra. Presentemente a instrução está tão cara que só os abastados, os nobres, podem instruir-se; os filhos do povo continuarão na ignorância como sempre, pela razão de que – “o povo não necessita de instrução” – dizem os governantes!
12.05.1915 Ofício do Administrador Manuel Guerra para o gov. civil : - Constando-me que em breves dias se constituirá nesta vila um Centro Monárquico, venho rogar a Vª Exª se digne dizer-me se devo ou não proibi-lo (…) ou quais os documentos legais que devem apresentar, caso aquela constituição do centro seja admitida ou se tenho de intervir no assunto
.António Júlio Andrade

6 comentários:

  1. É um orgulho saber que já no séc.XIX os produtos transmontanos eram apreciados e premiados no estrangeiro.

    Uma moncorvense

    ResponderEliminar
  2. Este post é uma efeméride de Trás os Montes e devia ser divulgada em todos os blogs da região.Estarmos presentes numa Feira Internacional nos Estados Unidos e conseguirmos prémios é a todos níveis notável.Já nessa altura o vinho dava cartas.Vinho para além da zona do Douro,onde Mirandela obteve dois prémios e mais um com as suas aguardentes.E a seda crua de Moncorvo?Hoje,nem os engenheiros agrónomos sabem o que é e onde se cultivava.
    Em período de crise estas victórias da nossa agricultura fazem-nos bem e bem-haja o historiador que partilha o seu saber.
    Lag

    ResponderEliminar
  3. Jose Julio Lapa :gostei de ver

    ResponderEliminar
  4. Seria um bom projecto de investigação para um mestrado numa escola trasmontana investigar as quintas destes e de outros que naquele tempo produziam e davam cartas, a nível nacional e internacional. Sim, que nas Exposições Mundiais e Universais de Londres ou Paris, a presença da agricultura e da "indústria" trasmontana era igualmente visível. J. Andrade

    ResponderEliminar
  5. Como transmontana,sinto-me orgulhosa por,já no séc.XIX os nossos produtos serem apreciados e premiados no estrangeiro.

    Uma moncorvense

    ResponderEliminar
  6. Entre os produtos expostos e premiados o vinho foi rei. Vá lá, que a seda crua teve o seu lugar. Quem saberá hoje o que é a "seda crua" ?

    Quanto ao que os governantes de 1895 pensavam e legislavam sobre EDUCAÇÃO ... é confrangedor. O povo deste país foi sempre massacrado!

    Júlia

    ResponderEliminar