quinta-feira, 2 de julho de 2015

REGIÃO: Portagens no caminho de serem implementadas na autoestrada que liga Vila Real a Bragança

A votação na Assembleia da República é só amanhã, mas pela forma como ontem discursaram os deputados da maioria parlamentar (PSD-CDS) as portagens na Autoestrada Transmontana, entre Vila Real e Bragança, vão mesmo ser implementadas.
O Projeto de Lei do Bloco de Esquerda pelo fim das portagens nas antigas SCUT, e o Projeto de Resolução d'Os Verdes para que a Transmontana não seja portajada, reforçado com a Petição da Comissão de Utentes da A4 que reuniu seis mil assinaturas, não devem alterar a intenção do Governo.
Pedro Filipe Soares, do Bloco de Esquerda, insistiu na abolição das portagens nas ex-SCUT para garantir a mobilidade das pessoas sem terem de pagar onde não existem alternativas às autoestradas.
Heloísa Apolónia, do Partido Ecologista Os Verdes, disse que as portagens na Autoestrada Transmontana vão dar cabo da região.
Ivo Oliveira, do PS, lembrou que as portagens, exceto nas variantes a Bragança e Vila Real, não estavam previstas na obra lançada no Governo de José Sócrates.
Jorge Machado, do PCP, destacou que a Autoestrada Transmontana com portagens vai dificultar o acesso a vários serviços.
Do lado da maioria parlamentar, Hélder Amaral, do CDS, defendeu as portagens, alegando que a região transmontana deve retribuir pelo investimento feito na autoestrada construída no Governo de José Sócrates.
Por seu lado, Paulo Cavaleiro, do PSD, que também defende o princípio do utilizador/pagador, disse que as portagens não serão para já.
O resumo das intervenções de ontem, na Assembleia da República, dos deputados dos vários partidos, no debate as portagens na Autoestrada Transmontana.
Universidade FM


Sem comentários:

Enviar um comentário