sábado, 4 de julho de 2015

A Joana e o cão Damião e o gato Damiau por Júlia Barros Ribeiro

A Joana e o cão Damião e o gato Damiau

A Joana foi brincar para o parque com outras meninas e meninos da sua escolinha.
Também foram duas professoras.
Havia no parque muitos mais meninos e meninas que andavam de balouço, andavam no escorrega e também andavam a correr , a jogar às escondidas e a jogar à bola.
As professoras vigiavam para que nenhum caísse nem se magoasse.
A certa altura a Joana viu um cãozinho pequenino, com um focinhito muito lindo, mas muito triste.
A pequerrucha deixou o balouço e veio fazer uma festinha ao cachorrinho.
Uma professora disse:
- Cuidado, Joaninha, que o cão pode morder.
A Joana respondeu:
- Ele ainda é pequenino.
Então o cachorrito lambeu a mão da Joana e fez:
- Béu, béu !
- Que engraçado - disse a Joana para a professora – o cão disse que se chama Damião.
A professora sorriu e outros meninos e meninas vieram brincar com o Damião que voltou a fazer :
- Béu, béu !
A Joana disse então para os amiguinhos:
- O Damião diz que anda perdido.
- Béu, béu ! Béu, béu ! – repetiu o Damião.
- E diz que não sabe do seu amigo .
- Quem é o teu amigo? - perguntou-lhe a Joana.
- Béu, béu !
- Ele diz que é o Damiau.
- E quem é o Damiau? – perguntaram os amigos da Joana.
O cãozinho respondeu :
- Béu, béu ! Béu béu !
- O Damião diz que o Damiau é um gatinho branco com quem ele gosta de brincar - explicou a Joana.
Os meninos e meninas começaram a procurar pelo parque o tal gatinho branco, enquanto iam chamando em voz alta:
- Damiau ! Damiau !
As professoras olharam uma para a outra e abanaram a cabeça, porque acharam muito estranho que só a Joana entendesse o que o cão dizia quando fazia : “Béu, béu” .
E então perguntaram :
- Ora diz lá, Joaninha, tu entendes mesmo o que o cão diz?
Antes da miudita responder, o Damião voltou a fazer :
- Béu, béu ! Béu, béu !
A Joana riu e explicou:
- O Damião diz que eu o entendo, porque ele me deu um beijinho na minha mão.
E lá vai ela correr e a chamar : - Damiau ! Damiau ! seguida do Damião com o seu - Béu, béu ! Béu, béu !
As professoras também correram e, rindo como as crianças, chamavam pelo Damiau.
E não é que nessa altura apareceu um gatinho pequenino, todo branquinho como um novelo de lã, com uns olhos grandes muito verdes, que correu direitinho para o Damião e, depois de um grande abraço, rebolaram ambos na relva muito felizes .
Depois levantaram-se e o Damião fez : - Béu ! Béu! .
O Damiau fez : - Miau ! Miau!
E a Joana disse:
- Agora vão para casa.
Então, as meninas e os meninos, as mães e os pais e avós e professoras, que estavam no parque e acharam muita graça ao Damião e ao seu amiguinho Damiau desataram a bater palmas.

Júlia Barros Ribeiro  (Biló)

Reeedição de posts desde o início do blogue

Sem comentários:

Enviar um comentário