sexta-feira, 31 de maio de 2013

Douro Superior - Amêndoa já tem Confraria

FOTO A.F.F.M.
» Foi criada uma nova Confraria na região, que se vai dedicar à promoção da Amêndoa do Douro Superior.
Sedeada em Torre de Moncorvo, esta estrutura pretende promover a qualidade deste fruto de casca rija a nível nacional, mas também além fronteiras.
Para o vice-presidente da Confraria, Joaquim Morais, esta estrutura vai desenvolver actividades para valorizar a amêndoa do Douro Superior.
“O objectivo é essencialmente promover este produto genuíno do Douro Superior, não só em termos de comercialização, mas também em termos de qualidade. A amêndoa estava a precisar deste impulso, não só o miolo da amêndoa em si, mas todos os seus derivados, como é o caso da célebre amêndoa coberta, e o seu aproveitamento em termos gastronómicos”, realça o responsável. 
Maior produção
O Douro Superior é uma das zonas onde se produz mais amêndoa do País. “Fazendo um apanhado da produção de amêndoa a nível nacional, esta é de longe a zona onde a amêndoa é produzida em grandes quantidades. Só em termos de curiosidade, Torre de Moncorvo é o concelho que mais amêndoa produz a nível nacional. Além disso, a amêndoa do Douro Superior tem características que a de outras zonas não tem”, assegura Joaquim Morais. 
Esta nova Confraria foi criada há cerca de um mês. É constituída por 15 confrades fundadores, que vão, agora, elaborar o plano de actividades para promover a amêndoa do Douro Superior. 

2 comentários:

  1. Passei a minha infância e adolescência a ver a minha mãe cobrir amêndoa.
    Trabalho duríssimo.!
    Mas quem trinca as amêndoas cobertas (uma delícia a "peladinha" ) nem imagina quão duro este trabalho é.
    E aprendi a cobrir . Cobria enquanto a minha mãe fazia a doçaria: as súplicas, os económicos, as cavacas, o pão-de-ló e preparava o famoso licor de canela.
    Tempos difíceis, de grande pobreza.
    Mas a fotografia ainda conseguiu emocionar-me.

    Abraço
    Júlia Ribeiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bem que sabia aquele licor... na festa do S. Sebastião era obrigatório.

      Eliminar