quarta-feira, 6 de maio de 2015

Alfândega da Fé - Projecto de seis ME para regar 500 ha de terra

Um grupo de proprietários agrícolas do concelho de alfândega da Fé, no distrito de Bragança, uniu-se para um projecto de regadio que vai permitir levar água a cerca de 500 hectares de terrenos agrícolas.
A Junta de Agricultores de Vilar Chão/Parada já está formalizada e conta com o apoio da Câmara de Alfandega da Fé, o que vai permitir candidatar a fundos comunitários o projecto que se estima possa até seis milhões de euros.
Em declarações à agência Lusa, Eduardo Tavares, vice-presidente da autarquia, disse que este projecto é uma ideia antiga e que agora vai servir para regar uma zona agrícola importante no concelho de Alfândega da Fé, devido às culturas ali existentes.
«Para além da adutora, e do aproveitamento da barragem da Camba, este projecto permite ainda a construção de uma nova albufeira numa linha de água paralela a outra que existe naquela região, o que permitirá um aproveitamento das reservas hidrológicas existente na serra de Bornes», destacou.
«A área de Vilar Chão/Parada tem um grande potencial agrícola para culturas como o amendoal e ou olival, mas igualmente para a plantação de cerejal e vinha».
Este projecto inclui infraestruturas já existentes como a barragem da Camba e o aproveitamento de uma conduta de abastecimento que transporta a água de Vale de Pereiro e Saldonha.
«A futura adutora terá uma extensão de mais de 14 quilómetro vai permitir servir todo o planalto de Vilar Chão, onde existe um núcleo forte de empreendedores agrícolas, fazendo todo sentido este projecto», acrescentou o autarca.
O complexo hídrico vai permitir levar água a uma área «nobre e com potencial agrícola» no concelho de Alfandega da Fé e daí «haver um impacto económico relevante na região».
Feitas as contas, os responsáveis pelo projecto estimam que o impacto económico naquela região nordestina poderá andar nos 800 mil euros por ano.

Fonte: Lusa

Sem comentários:

Enviar um comentário