quinta-feira, 28 de maio de 2015

TORRE DE MONCORVO - EFEMÉRIDES (28/05)

28.05.1583Primeira grande investida da Inquisição em Torre de Moncorvo. De entre os prisioneiros destacava-se o dr. André Nunes, o mais prestigiado advogado da comarca de Moncorvo. Ele terá sido um dos primeiros Provedores da Misericórdia da terra, pelos anos de 1550 e terá sido o líder regional dos partidários de D. António Prior do Crato para Rei de Portugal. Talvez esse facto político tenha pesado na sua prisão, para além das razões religiosas. Com ele foi presa toda a sua família: 1 tio, 2 irmãos, 5 filhas, 2 genros (um advogado e outro médico) e a mulher – Leonor Nunes – que morreu no cárcere e foi queimada em estátua. A razia estendeu-se a Vila Flor, onde o dr. André Nunes tinha vários cunhados e sobrinhos

28.05.1893 – O Moncorvense desta data publica a seguinte notícia: - Chegada – Acompanhado pelos seus dois antigos sócios, os sr.s luís António Guimarães e António de Lemos, chegou no dia 10 ao Felgar, terra de sua naturalidade, o exº Comendador Francisco António Pires, regressando novamente para o Porto no dia 22 (…) Querendo fixar a sua residência na aldeia, edificou um soberbo palacete, onde gastou acima de quarenta contos, sendo incontestavelmente a casa mais elegante e luxuosa da província.
28.05.1954 – Ofício: - O Exº Comandante do Regimento de Infantaria 9, de Lamego, pede para avisar António Augusto Corvo e Leonida de Jesus Araújo, pais do 2º cabo Ilídio Augusto Corvo, se apresentem naquele Regimento pelas 9 horas do próximo dia 31 de Maio do corrente, a fim de lhes ser entregue o prémio “MINISTÉRIO DO EXÉRCITO 1953” com que foram premiados, em virtude de serem as pessoas que ofereceram ao serviço da Pátria maior número de filhos. A esta cerimónia assistirá S. Exª o General Comandante da Região. Mais informa (…) que todas as despesas de transporte e alimentação correm por conta daquele regimento. A Bem da Nação. Ass.
António Júlio Andrade
Nota do editor:a foto do comendador foi extraída do livro "Felgar", de Maria de A.C. Rodrigues e A.Vasco Rodrigues

2 comentários:

  1. Como notarão a data inicial deverá ser 28.06.1954. Do lapso peço desculpas. J. Andrade

    ResponderEliminar
  2. O fanatismo político e/ou religioso leva a crimes hediondos como este.
    Maneldabila

    ResponderEliminar