sexta-feira, 22 de maio de 2015

Bragança - Cuidados paliativos ao domicílio

Cuidados paliativos ao domicílio em BragançaO protocolo assinado com as câmaras de Vinhais, Macedo de Cavaleiros e Bragança quer ser uma resposta de proximidade num dos mais envelhecidos distritos do país. Manuel Teixeira, secretário de Estado da Saúde, diz que é um exemplo que deve ser alargado a todo o país.
Cuidados paliativos ao domicílio em Bragança
A unidade vai percorrer os três concelhos do distrito de Bragança, respondendo às solicitações de quem necessitar de cuidados paliativos. A novidade é que estes doentes poderão ser acompanhados na sua própria habitação.
A unidade conta com uma equipa multidisciplinar, médicos, enfermeiros e um psicólogo clínico. O acordo é de quatro anos e as autarquias apoiam financeiramente e com meios humanos. Hernâni Dias, presidente da Câmara de Bragança, diz que este serviço é importante principalmente para as pessoas mais isoladas e dependentes.
Este protocolo é o segundo feito na região transmontana. Vai cobrir uma área de cerca de 70 mil habitantes.
O primeiro, que funcionou como experiência piloto, foi feito no planalto mirandês nos municípios de Vimioso, Mogadouro e Miranda do douro e a unidade deu assistência a cerca de 300 pessoas.
"Um exemplo para todo o país", é assim que o secretário de Estado da Saúde vê o protocolo assinado pela Unidade Local de Saúde de Bragança e três autarquias de concelhos transmontanos.

Sem comentários:

Enviar um comentário