terça-feira, 22 de setembro de 2015

Freixo de Espada à Cinta - “Ti Rabaça” recebe homenagem do Município

No âmbito do conjunto Conferências que a autarquia de Freixo de Espada à Cinta tem vindo a realizar, decorreu no sábado, dia 19 de Setembro, a homenagem ao pescador “Ti Rabaça”, a par da conferência “Tertúlias: Do Douro para o Mundo”.
Depois do convívio de pescadores realizado na parte da manhã e do almoço convívio na Congida, que teve o patrocínio da Quinta dos Castelares e da Companhia das Quintas (Fronteira), o dia terminou com a homenagem ao pescador António Pinto Rabaça e a conferência que tratou precisamente do rio Douro e das gentes que lá trabalharam e o conheceram como ninguém, como o caso do poeta Guerra Junqueiro.
Maria do Céu Quintas, Presidente da Câmara Municipal de Freixo, abriu a sessão, dirigindo o seu discurso essencialmente ao pescador Rabaça, referindo que a pequena homenagem prestada não paga a gratidão que todos os freixenistas lhe devem.  Referiu-se também ao Douro e a Guerra Junqueiro, dizendo que são duas marcas fortes da vila de Freixo  e  que tanto contribuíram para a aproximação com Espanha.
De seguida, foram entregues os prémios aos pescadores que participaram no convívio de pesca, sendo que o primeiro prémio foi entregue a Filipe Carabau, um freixenista, que pescou a maior quantidade de peixe. O convívio foi organizado pelo Clube de Caça e Pesca de Freixo de Espada à Cinta com o apoio do Clube de Caça e Pesca de Torre de Moncorvo e estiveram presentes 23 pescadores. 
A moderação da conferência ficou a cargo de  Artur Parra, Vice Presidente da Câmara de Freixo, que apresentou os oradores Inácio Pignatelli e António Pimenta de Castro que, nos seus discursos, se debruçaram na sua já longa escrita sobre o Douro, sobre as suas gentes e sobre grandes figuras da poesia portuguesa que escreveram sobre este Rio, entre eles Miguel Torga e Guerra Junqueiro. 
A sessão terminou com a entrega de um troféu simbólico ao pescador António Rabaça, que agradeceu a iniciativa e a presença de todos, acabando por expressar a sua paixão pelo ofício de uma vida, dizendo “enquanto pudermos cá andar, andamos”.


Gabinete de Comunicação da CM de Freixo de Espada à Cinta, 21 de Setembro de 2015
Joana Vargas 

Sem comentários:

Enviar um comentário