segunda-feira, 27 de abril de 2015

HISTÓRIA POLÍTICA DE TORRE DE MONCORVO 1890 - 1926 ( II )

… em reunião de câmara de 11 de Novembro de 1905, era deliberado o seguinte:

-Que a actual praça municipal fosse denominada praça do conselheiro Eduardo José Coelho, actualmente ministro dos negócios do reino, pelos relevantes serviços prestados a este concelho com a remodelação da escola municipal secundária, segundo os decretos de 29 de Agosto e 18 de Setembro do corrente ano (…) sendo também proposto um voto de agradecimento ao sr. Dr. Júlio César da Fonseca Araújo, pelo interesse que sempre tomou na reorganização da referida escola e bem assim por se ter prontificado ao pagamento da renda do edifício da quinta Judite em que se encontra instalada e ainda ao pagamento das propinas dos alunos pobres....

…Reinava também a desilusão no seio das hostes penicheiras de Torre de Moncorvo. E o seu presidente da câmara, o progressista Manuel Joaquim Dinis Pontes, em 7.9.1907, apresentava a seguinte proposta que foi aprovada por unanimidade:

- (…) Porque, além de nada se haver pago aos seus professores, não há verba destinada no orçamento que faça antever a criação do liceu municipal (…) cabe-me a subida honra de propor a mudança do nome da praça do conselheiro Eduardo José Coelho para praça Francisco António Meireles.

Nota: a apresentação de livro é sábado ,dia 16,pelas 15,30 ,na Biblioteca Municipal.

Reedição de posts desde o início do blogue

1 comentário:

  1. E assim ficou Praça Francisco Meireles para sempre! Substituíram um politico aldrabão por um homem bom. A Fundação Francisco Meireles é, hoje, o melhor exemplo de solidariedade que temos. Aconselho a ler o livro, que doutora Adília escreveu sobre a Fundação.
    M

    ResponderEliminar