segunda-feira, 13 de abril de 2015

Caçarelhos e o GRANDE CAMILO

Carta escrita em Caçarelhos, por Teodora, mulher de Calisto Elói, que, como bem se lembram, veio para Lisboa como deputado às Cortes e trocou-a pela brasileira Ifigénia, viúva de um Ponce de Leão, 60 anos mais velho do que ela.
«Já com esta são três que te escrevo, e ó por hora, nem uma nem duas da tua parte. Marido! que fazes tu, que não repondes? Ando a futurar que não tens o miolo no seu lugar. Longe da vista, longe do coração, lá diz o ditado. Ora, queira Deus que não seja minga de saúde; e, se é,di-lo para cá, que eu estou aqui estou lá.
O primo Afonso de Gamboa esteve cá há dias e a modo de caçoada foi-me dizendo que lá na capital as mulheres enguiçam os homens e fazem deles gato sapato. Eu fiquei sem pinga de sangue, meu Calisto! Mal fiz eu em te deixar ir às Cortes. Bem tolo é quem está bem em sua casa e se mete nestas coisas dos governos, que só servem para quem não tem que perder, como diz o primo Afonso.
O pior é se tu pegas a doidejar com as mulheres e sais do teu sério. Eras um marido perfeito como a santa religião o quer, e tenho cá uns agouros no peito que me não deixam fechar os olhos há três noites. [...]
Olha cá, meu Calisto, disse-me a Joana da Pedra, que ouvira dizer ao Manuel da Loja, que ouviu dizer ao compadre Francisco Lampreia, que veio de Bragança, que lá lhe disseram que tu mandaras ir de casa de um negociante mais de cem moedas de ouro!!! Fiquei estarrecida. Pois tu lá não recebes do rei dinheiro que te sobre? Em que afundes tu tantas moedas, homem? Vê lá no que andas metido, Calisto ! E se te for muito necessário algum dinheiro, cá estou eu para to mandar. Aquele caixote de peças de duas caras fui há dias escondê-lo na lareira da cozinha velha, porque tenho medo à ladroeira desde que tu andas por lá.
Não te enfado mais. Responde sem demora, que estou muito consternada.
Tua mulher que muito te quer
Teodora »

A QUEDA DUM ANJO, de Camilo Castelo Branco

Fonte: https://www.facebook.com/teresa.martinsmarques?fref=ts

1 comentário:

  1. Caçarelhos foi uma freguesia portuguesa do concelho de Vimioso, com 30,98 km² de área1 e 219 habitantes (2011).2 Densidade: 7,1 hab/km².

    Até meados do século XIX, pertencia ao concelho de Miranda do Douro.

    A freguesia foi extinta (agregada) pela reorganização administrativa de 2013,3 sendo o seu território integrado na freguesia de Caçarelhos e Angueira.

    Fonte: WIKIPEDIA

    ResponderEliminar