sexta-feira, 24 de abril de 2015

TORRE DE MONCORVO - EFEMÉRIDES (24/04)

24.04.1834 – Decreto: - “Atendendo aos bons sentimentos políticos e letras, préstimo e mais partes que concorrem na pessoa de Luís Cláudio de Oliveira Pimentel, pelo que merece a minha inteira confiança; hei por bem, em nome da Rainha, nomeá-lo sub-prefeito da comarca de Moncorvo”.
António Júlio Andrade

6 comentários:

  1. Este senhor é avô do nosso Visconde de Vila Maior e pai do General Claudino:uma família de ilustres conterrâneos.

    Uma moncorvense

    ResponderEliminar
  2. Peço perdão, mas creio que Luís Claudio era irmão do general Claudino e pai do Visconde Júlio Máximo de Oliveira Pimentel. Aliás, este Luís Claudio terá sido o primeiro Visconde de Vila Maior, já que o filho, ao ver-se agraciado com aquele título, fez questão de o reivindicar para o pai e ele ser considerado o 2º Visconde. Luís Claudio fez seu testamento em 18.09.1850, em Torre de Moncorvo e nessa altura, com ele viviam dois filhos: Cândido Augusto e António Claudino. Para além destes e a viver em outras partes, tinha os seguintes filhos: João Carlos, Justiniano Claudino e Júlio Máximo. O testamento foi aberto em 18.5.1861 pelo regedor da paróquia de Moncorvo Venâncio Joaquim Teixeira "por ter falecido na madrugada de hoje o sobredito Excelentíssimo testador." Júlio Andrade

    ResponderEliminar
  3. Devo acrescentar que Júlio Máximo de Oliveira Pimentel recebeu o título de 2º Visconde de Vila Maior por mercê de 15 de Julho de 1861. J. Andrade

    ResponderEliminar
  4. Tem toda a razão o historiador : Luis Cláudio era,de facto, irmão do general Claudino e pai do visconde Júlio Máximo.Peço desculpas pelo equívoco.

    Uma moncorvense

    ResponderEliminar
  5. Eram marranos os Pimenteis?Tanto saber,tanto sentido de empreeder,tanto geito para os negócios...O autor das efemérides é também o grande historiador dos judeus em Trás-os- Montes,por isso faço a pergunta.
    Leitor

    ResponderEliminar
  6. Não posso responder porque tal investigação ainda não foi feita. JA.

    ResponderEliminar