quinta-feira, 10 de março de 2016

Centro de arte sacra de Bragança-Miranda já restaurou cerca de 30 peças


Foto: Lusa
O Centro de Restauro de Arte Sacra (CRAS) da diocese de Bragança-Miranda recuperou cerca de três dezenas de peças de arte sacra no seu primeiro ano de atividade, disse hoje a diretora, Lília Pereira da Silva.
"De há um ano para cá já restaurámos e conservámos cerca de três dezenas de obras de arte sacra, não só pertença das unidades pastorais da diocese, mais também de particulares. É um primeiro ano, ainda estamos mostrar o nosso trabalho e está a correr bem", declarou à Lusa a diretora do centro de restauro. 
O CRAS da diocese Bragança-Miranda nasceu da vontade de assegurar uma resposta "transversal e pluridisciplinar" para conservação e inventariação do património religioso e está sediado em Sendim, no concelho de Miranda do Douro, distrito de Bragança. 
"No nosso trabalho, e neste primeiro ano, o destaque vai para recuperação de altares e a escultura. No entanto, já foram feitas intervenções em pintura ou tetos policromados, sendo que as intervenções são sempre efetuadas por técnicos especializados", indicou Lília Pereira da Silva.
A unidade está dotada um Colégio Científico, sendo descrito pelos seus impulsionadores como "pioneiro" a nível nacional.

"Cada vez mais, os responsáveis pela arte sacra estão sensibilizados para a intervenção especializada, o que faz com que a peça dure mais tempo", frisou a fonte sublinhando que todas as intervenções seguem "os preceitos enumerados pela ética da conservação e restauro, evitando a intervenção de curiosos ou santeiros".
A unidade de restauro e conservação diocesana serve ainda de apoio e aconselhamento aos sacerdotes e comissão fabriqueiras, sempre que seja necessário, no âmbito de intervenções nas igrejas ou na estatuária. 
Também ouvido pela Lusa, o presidente da Comissão de Arte Sacra da diocese de Bragança-Miranda, padre António Pires, disse que sobram avisos de intervenções que não foram bem executadas num passado recente.
"Pretendemos que as comunidades tenham confiança em quem entregam as essas para restaurar", frisou o clérigo.
Para assinalar o primeiro aniversário do CRAS está marcada para quinta-feira uma ação de formação em Conservação Preventiva e que conta com diversos especialistas em conservação, restauro e segurança em Arte Sacra.

A iniciativa conta com mais de uma centena de pessoas inscritas.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/cultura/55
1878/centro-de-arte-sacra-de-braganca-miranda-ja-restaurou-cerca-de-30-pecas

Sem comentários:

Enviar um comentário