quarta-feira, 2 de março de 2016

TORRE DE MONCORVO - EFEMÉRIDES (02/03)


Café Moreira
02.03.1786 – Passado alvará de fidalgo cavaleiro a António Luís de Carvalho e Castro, filho do capitão – mor Francisco de Carvalho e Castro.
02.03. 1914 – Aqui ficam os nomes dos 2 sócios da empresa construtora do troço da linha do comboio entre Moncorvo e Carviçais: António José Gomes e Augusto Gonçalves Lobo.
02.03.1949 – Mudança do posto telefónico público, da Garagem Central para o Café Moreira.

António Júlio Andrade

9 comentários:

  1. Reconheço o António Botelho e o Abílio Dengucho.Quem é o outro?E os raparigos?

    Uma moncorvense

    ResponderEliminar
  2. o lourinho é o antoninho botelho os outros não conheci. que saudades desse tempo de criança, mas não se pode voltar atras. PACIENCIA. tem que se dar lugar aos novos. UMA NATURAL DE MONCORVO 2 de Março de 2011

    ResponderEliminar
  3. O outro é o Miranda (não me recordo do nome próprio). Tinha casa atrás do castelo e vivia na Rua das Antas, no Porto (em 1955/6,andávamos ambos no atletismo e no futebol infantil do Futebol Club do Porto). Quanto aos raparigos, um deles é o Migas.

    Abílio Dengucho.

    ResponderEliminar
  4. Na fotografia vemos um dos reclames, em vidro pintado. O que se vê publicitava o café (bebida) com a imagem de um negro,enquanto o outro tinha uma chinesa a publicitar o chá e que se vê parcialmente.
    F. Garcia
    Mirandela

    ResponderEliminar
  5. Ia eu referir-me à chinesa que , no lado direito, nos convidava para um chá ...

    Júlia

    ResponderEliminar
  6. era assim antigamente: o tempo parava, e como ainda agora, lá o diz Eça, A JUVENTUDE CONTINUA ENCOSTADA, À ESPERA DE... OLHANDO PARA O DIA DE ONTEM OU DE AMANHÃ?
    No entanto, e apesar de tudo, todos sentimos saudades do tempo que,esse malandro, não volta.
    Tininha

    ResponderEliminar
  7. Quando ,em 1957, mudou para a praça, tinha mais um quadro: era publicidade ao Porto Borges.O telefone do meu pai era o 42.Foi no tempo das meninas dos telefones.Lembro-me da Joaninha.Tinha bom ouvido...

    ResponderEliminar
  8. O Miranda a que se refere o Abílio era neto da dona Lucinda Miranda,que morava na rua da Misericórdia?Ela tinha dois netos,irmãos, que viviam no Porto,mas iam passar férias a Moncorvo.Eram o Nelo e o Bia (Abílio).A casa da avó ficava em frente da casa do senhor Garcia,pai do Fernando.

    Uma moncorvense

    ResponderEliminar
  9. Luci Lu: reconheço.., é quase a minha terra, perto, muito perto...

    ResponderEliminar