segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Turismo pode ser "árvore do pão" para o Nordeste Transmontano

Foto: Leonel Brito
Bispo de Bragança-Miranda mostra disponibilidade da Igreja para ajudar a "mostrar o que de belo, de autêntico, de positivo” existe na região.

O bispo de Bragança-Miranda considera que a chave para o “desenvolvimento integral” do Nordeste Transmontano pode estar no turismo.

“Bragança, que por muitos é tida como a periferia das periferias, tem tanto a oferecer, tanta riqueza, tantas oportunidades”, constata D. José Cordeiro.

O prelado realça que o “turismo é casa de todos” e manifesta abertura e disponibilidade da Igreja para, em “colaboração reciproca com as várias pessoas e instituições, mostrar o que de belo, de autêntico, de positivo” existe na região.

“Daquilo que conheço da diocese, e na boa relação transfronteiriça que temos com as cinco dioceses confinantes, e com todas as outras plataformas que podem ser criadas no território, com as autarquias e outras instituições, podemos fazer com que o turismo seja um factor de desenvolvimento integral para esta região”, afirma o prelado à Renascença.

Sem comentários:

Enviar um comentário