segunda-feira, 5 de outubro de 2015

NORDESTE TRANSMONTANO - EFEMÉRIDES (05/10)

05.10.1666 – Carta régia encarregando os banqueiros lisboetas António Rodrigues Mogadouro e seu filho Diogo Rodrigues Henriques, conhecidos marranos, aquele casado com uma irmã do embaixador Manuel Fernandes Vila Real, do financiamento da guerra. Pai e filho pagariam bem caro este apoio à causa do rei D. João IV, ambos mortos pela Inquisição.
05.10.1826 – Pela segunda vez o Conde de Amarante, então já elevado à categoria de Marquês de Chaves, lançou em Vila Real um movimento revolucionário contra a Constituição e contra o Governo, proclamando D. Miguel como rei absoluto de Portugal. Foi o início de mais uma fase na guerra civil entre liberais e absolutistas que se prolongou até 1832, com a vitória dos liberais.
05.10.1881 – El-Rei elogia a câmara municipal de Freixo de Espada á Cinta e o professor Jerónimo Maria do Carmo Meireles pelos grandes esforços desenvolvidos em prol da educação das crianças. Diga-se que naquela terra estavam então matriculados 158 rapazes e 153 raparigas.
05.10.1901 – Lançamento do jornal “Gazeta de Mirandela”.
Jorge Álvares
05.10.1911 – Os homens de Paiva Couceiro tomam a vila de Vinhais. Chegaram de madrugada, proclamaram a restauração da Monarquia e içaram a bandeira azul e branca no edifício da câmara… Em Macedo de Cavaleiros é uma massa popular que assalta a cadeia e liberta os presos monárquicos que lá havia.
05.10.1956 – Inauguração da estátua de Jorge Álvares e do Lar da Santa Casa da Misericórdia em Freixo de Espada à Cinta.

António Júlio Andrade

Sem comentários:

Enviar um comentário