quarta-feira, 21 de outubro de 2015

NORDESTE TRANSMONTANO - EFEMÉRIDES (21/10)

Pelourinho(AHMTM)
21.10.1401 – D. João I faz doação de todos os seus direitos reais sobre as terras de Alfândega, Mogadouro, e Mirandela a Pêro Lourenço de Távora, criando assim a casa mais rica de Trás-os-Montes.
21.10.1704 – Em reunião da câmara de Moncorvoassentaram que, por o Pelourinho que está na praça desta vila estar em mau sítio, que se faça planta da melhor forma e se mude para a ponta do paredão que está na dita praça e na forma da dita planta que será bem feita, se ponha a pregão e se arremate por conta dos bens deste concelho”.
Na mesma reunião “assentaram que se repare e concerte o forno que este concelho tem no sítio de Lamelas, de cozer telha (…) Que se concerte e repare o chafariz pequeno que está na praça desta vila (…) Também assentaram que se faça um passadiço na rua que vem detrás da cadeia para a igreja…”
21.10.1911 – Notícia do jornal “República”:
- Macedo foi terra de tumultos e foco abundante de conspiradores… Altas horas, os abades fizeram tanger o hierático bronze… Vivam a Santa religião e a bandeira das Cinco Chagas! – tais eram os gritos de guerra dos revoltosos.
21.10.1944 – Aprovação dos Estatutos da Associação de Desportos do Distrito de Bragança.
Antóni Júlio Andrade

5 comentários:

  1. Ainda existe alguma pedra do pelourinho?e do forno?
    O passadiço ainda é o que está por cima do museu do vinho?

    ResponderEliminar
  2. Os abades tocavam a rebate ,pegavam em armas,faziam trinta por uma linha.É por isso que gosto do Padre Victor é calmo,bom e quando toca a rebate é com a sua guitarra.

    ResponderEliminar
  3. Existem aduas pedras do Pelourinho que estão classificadas de interesse público. E existe o projecto que lhe serviu de base. Pensar na sua reconstituição é uma ideia... Do forno da telha em Lamelas nada existe, mas há uma propriedade rústica na área que se chama exactamente "Lameira dos Fornos"... J. Andrade

    ResponderEliminar
  4. É sempre útil e interessante ler a informação que A.J.Andrade nos proporciona, mas em Urros também houve o forno da telha, no prado; lameiras e lamelas também nos remetem para os nossos espaços rurais.
    A.A.

    ResponderEliminar
  5. 21.10.1704 –
    Na mesma reunião “assentaram que se repare e concerte o forno que este concelho tem no sítio de Lamelas, de cozer telha (…) Que se concerte e repare o chafariz pequeno que está na praça desta vila (…) Também assentaram que se faça um passadiço na rua que vem detrás da cadeia para a igreja…”
    Duas perguntas ao autor António Júlio Andrade:Na praça só há um chafariz,e o outro sumiu...ainda existe?Quando o tiraram?Localize o passadiço na planta da vila.Obrigado.
    Leitor

    ResponderEliminar