segunda-feira, 28 de julho de 2014

Felgar

                                            Fotografia cedida por António Manuel

5 comentários:

  1. Custa-me imenso ler estes textos da amiga Ilda Fernandes.
    Não é possível tornar a letra maior? A fotografia consigo ampliá-la, mas o texto não.

    Ilda, um abraço da Júlia.

    ResponderEliminar
  2. Antonio Ginja :
    Eu tenho,que estar,nesse grupinho,a Casa onde eu Nasci,ficava mesmo em frente,e eu penso,que sou,o do chapéuzinho,primeiro da esquerda,e a senhora,é a Zúlmira,Lavradora,e Mãe,do Manuel Canhoto (Tripa)...e nesses tempos,as Casas eram mesmo assim,e eu ainda tenho na minha Memória,essas recordaçõeis!

    ResponderEliminar
  3. Joao Manso :
    era assim cuando eu vivia na aldeia nos 50 tas,sujos ranhosos pouco que comer,jugando a bola feita de farrapos dedos dos pes saguentados,mas eramos felizes,linda foto,

    ResponderEliminar
  4. A minha avó dizia sempre folgar.

    ResponderEliminar