domingo, 20 de novembro de 2016

Nordeste Transmontano - EFEMÉRIDES (20/11)

Misericórdia de Mirandela.

20.11.1491 – Instituição do hospital / albergaria chamado do Espírito Santo, em Torre de Moncorvo, pelo casal que, em 20 de Maio de 1490 fundou o morgadio de Santo António.
20.11.1671 – Arrematação da obra de construção da igreja da Misericórdia de Mirandela.
 20.11.1826 – A divisão volante comandada pelo general Claudino Pimentel passa em Mirandela, em direcção a Torre de d. Chama e Chaves, na perseguição das tropas miguelistas do conde de Amarante.
20.11.1892 – Notícia de que os Republicanos desistiram das eleições municipais, em Freixo de Espada à Cinta, embora tivessem obtido 390 votos nas eleições de deputados, pouco tempo antes realizadas.
20.11.1902 – Notícia da primeira sessão de cinema em Torre de Moncorvo, assim noticiada pelo semanário “O Trasmontano 
- Pela primeira vez nesta terra assistimos à exibição de quadros, pelo cynematógrapho. Mr. Bailac, um moço sympático, de nacionalidade francesa, cavalheiro do mais fino trato, mimoseou-nos com três atraentes espectáculos nos dias de quinta-feira, sábado e domingo, com três casas cheias. Os trabalhos que apresenta, apesar de uma instalação muito à ligeira em sala pouco adequada para isso, sobressaem muito além do que poderia imaginar-se. Vimos quadros originalíssimos e duma precisão real. A dança das flores, na Exposição de 1900 é cheia, e por si só vale um espectáculo. A chegada de um comboio apresenta-se naturalíssima…
António Júlio Andrade


Reedição de posts desde o início do blogue

3 comentários:

  1. A Misericórdia de Mirandela foi fundada em 1518 e o seu primitivo templo deverá ter sido erguido na rua da Ponte. A igreja actual, de traçado maneirista, data do último quartel do século XVII e apresenta uma planta longitudinal, com nave rectangular e capela-mor quadrada. A fachada principal, dividida em dois registos, mostra no primeiro três portas de vão recto. As duas portas laterais são sobrepujadas por frontão curvo, e a porta central por um frontão floreado. No segundo registo surge, no enfiamento da porta principal, uma janela com frontão semicircular. A ladeá-la temos dois nichos que mostram as estátuas de S. João da Mata e de S. Félix de Valois. Estes nichos são rematados por frontões semicirculares.
    No interior, a nave alberga um coro em madeira de castanho sustentado por duas colunas, tendo no lado do evangelho a pia baptismal. Toda a cobertura interior em berço está pintada de branco, destacando-se o arco triunfal, onde se observam frescos mostrando motivos fitomórficos. Ainda do lado do evangelho existe um altar dedicado a Nossa Senhora dos Prazeresenquanto no lado oposto se venera Santa Luzia. A capela-mor está completamente preenchida por um altar barroco, onde duas cariátides sustentam as colunas revestidas de plantas e anjos. No centro do altar temos a figura de um Cristo Crucificado. A cobertura deste espaço é em falsa abóbada de caixotões feita em madeira de castanho dourada
    http://www.bragancanet.pt/patrimonio/mirandelamisericordia.htm

    ResponderEliminar
  2. Os republicanos de Freixo desistem das eleições na Terra de um dos simbolos da republica,Guerra Junqueiro. Devem ter sofrido tanta pressão e repressão para desistirem na época áurea dos caciques e das chapeladas.
    Onde era o hospital/albergaria Santo António?
    Leitor

    ResponderEliminar
  3. O hospital/albergaria era na rua do Cano em uma casa que continua a existir, propriedade da Misericórdia e integrando a capela do Espírito Santo... J. Andrade

    ResponderEliminar