sexta-feira, 10 de março de 2017

Douro recebe operadores turísticos de vários locais do mundo


Foto do Arquivo do blog.
De 17 a 21 de março, o Douro vai receber 14 operadores turísticos de vários locais do mundo, numa ação de divulgação da região, integrada no projeto “O Douro à Volta do Mundo – Magellan World”, promovido pela AETUR – Associação dos Empresários Turísticos do Douro e Trás-os-Montes. 

Os operadores turísticos chegam da Austrália, Brasil, Estados Unidos da América, República Checa, Israel, China, Holanda, Espanha, Rússia, República Eslovaca, Bélgica e Alemanha. Os operadores vão entrar em Portugal pelo Porto e, ao longo de quatro dias, percorrer diferentes locais do Douro, sempre com uma prespetiva de fazer negócio. 
“Estes parceiros comerciais vão estar atentos aos serviços da região. Vêm conhecer as unidades hoteleiras, as múltiplas ofertas regionais e os circuitos integrados que podem comercializar, nas variáveis de Turismo, Vinho e Cultura. Temos que transmitir a sedução que o território exerce sobre as pessoas, é certo, mas também objetivar sobre questões práticas, como as diversas tipologias de alojamento, de restauração e de animação, a tipologia de quartos, acessibilidades, mobilidade regional, funcionamento de reservas e a forte imagem regional e todo o seu imaginário, como argumento de venda”, refere Alberto Tapada, um dos responsáveis pela AETUR.
Esta visita faz parte das ações de promoção internacional do Douro, previstas no projeto “O Douro à Volta do Mundo – Magellan World”. O projeto junta, pela primeira vez, o património do Douro com o legado histórico deixado pelo navegador Fernão de Magalhães e tem como objetivo a concretização de diferentes ações de internacionalização da economia e da identidade duriense, como os modos de vida, arquivo da memória, Patrimónios da Humanidade e património imaterial, quer nos países que integram a Rede das Cidades Magalhânicas, quer nos mercados prioritários para o turismo português. 
Na primeira ação de promoção internacional do projeto, que aconteceu em 2016, a região recebeu bloggers e jornalistas especializados, na segunda foram vários os representantes de empresas e instituições durienses que foram ao Brasil apresentar os seus produtos, o projeto Magalhânico e a região. Esta terceira ação é totalmente focada na comercialização do vale do Douro. “Este desenho das ações promocionais não surge por acaso”, refere Alberto Tapada, “primeiro falamos e transmitimos a região e depois preparamos o caminho para quem quer comprar.” Para este dirigente, o objectivo desta ação de divulgação internacional do Douro é muito clara: “Queremos angariar novos negócios e alinhar a região com novos mercados e promover Portugal”.
Durante a estadia, os operadores vão ter oportunidade de conhecer, por exemplo, o Porto e o seu centro histórico, o Palácio de Mateus, em Vila Real, várias quintas e turismos rurais no Douro, experimentar diferentes provas e experiências vínicas e recreações históricas, conhecer o Museu do Douro, o Mosteiro de Tarouca e a Torre de Ucanha, fazer uma viagem de barco pelo rio Douro, e até realizar um workshop de barro de Bisalhães, cujo processo de fabrico foi recentemente classificado pela UNESCO como Património Cultural Imaterial da Humanidade. 

  Fonte:https://www.avozdetrasosmontes.pt/noticia/14093 

Sem comentários:

Enviar um comentário