segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Prémio Douro Empreendedor


O Prémio Douro Empreendedor recebeu 69 candidaturas às três categorias deste concurso que quer distinguir e impulsionar a criação de projetos inovadores na região do Douro.

O prémio, que será entregue em maio, foi lançado pela Rede EmpreenDouro, que envolve 26 entidades públicas e privadas.
Este prémio tem como objetivo mostrar que o Douro é uma boa região para investir e visa distinguir projetos inovadores de cariz empresarial que valorizem os produtos endógenos e contribuam para a competitividade da região.
O prazo para entrega das candidaturas terminou na quarta-feira, superando "todas as expectativas". Ao todo apresentaram-se a concurso 69 concorrentes.
"As candidaturas apresentadas confirmam que as temáticas do turismo e do vinho constituem áreas basilares na região do Douro" afirmou Fontaínhas Fernandes, coordenador da Rede EmpreenDouro.
Contudo, segundo o responsável, "a maioria dos projetos são de natureza multidisciplinar e claramente diferenciadores".
Além do turismo e do vinho, apresentaram-se a concurso candidaturas nas áreas da biotecnologia e do aproveitamento de produtos naturais, incluindo a cosmética.

Foram também objeto de candidaturas áreas como tecnologia, multimédia e design, ambiente e economia verde, cultura, arquitetura, lazer ou serviços de saúde.
As três categorias do concurso são: "Novas empresas", "Empresas que fazem o Douro" e "Douro uma boa região para investir".O vencedor de cada categoria receberá um prémio de 5.000 euros e poderá usufruir de acompanhamento e consultadoria gratuita. 
A categoria "Novas Empresas" vai premiar projetos empresariais em criação ou empresas constituídas com menos de dois anos de existência e distingue a melhor "Ideia de negócio" e "Empresa inovadora".
Ou seja, projetos que originem o aparecimento de novos produtos, novos processos produtivos, novos serviços, nova forma de comercialização ou nova abordagem adaptada a um novo mercado.
O prémio "Empresas que fazem o Douro" dirige-se a empresas com mais de dois anos e que representem o melhor em "Inovação" e "Internacionalização".
O prémio "Douro Boa Região para Investir" pretende distinguir investimentos no Douro, protagonizados por pessoas de outras regiões que investem no Douro
Ao júri de premiação cabe ainda eleger uma personalidade emblemática do Douro, que não será sujeita a concurso.
A Rede EmpreenDouro, iniciativa impulsionada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), envolve 26 entidades públicas e privadas e pretende apoiar a criação de emprego no território. 
Lusa
Foto A.F.F.M.

2 comentários:

  1. Leio muita coisa neste blog sobre o turismo do Douro e não vejo nada relacionado com a nossa região.Festivais gastronómicos,eventos vários etc e Moncorvo fica sempre de fora.Sabem dizer porquê?
    Não entendo o que se passa.Sei que Régua ,Lamego e Vila real dominam e quando cedem é sempre para Foz Côa,é cidade ,tem o Museu do Côa e é património da Humanidade.
    Leitor

    ResponderEliminar
  2. Alice Magalhães escreveu :A única Porta de saída da crise Portuguesa pois não existe "terreno e clima ameno, mais bonito para se viver com luxo e qualidade que em Portugal! Por isso apostei na sua divulgação, aqui, desde o inicio da crise Português! "vão por mim"!

    ResponderEliminar