quarta-feira, 30 de novembro de 2011

TORRE DE MONCORVO - BRASÕES

2 comentários:

  1. Da setecentista casa da câmara de Torre de Moncorvo aproveitaram os arquitectos do Estado Novo apenas a pedra do brasão, quando construiram o edifício do tribunal pelos anos de 1939.
    O brasão do edifício da câmara construído pelos anos de 1862, foi esculpido de novo e ressalta a textura do granito, completamente diferente das restantes pedras. O facto é que aquele brasão foi esculpido na região do Porto, sendo transportado de barco pelo rio Douro até à Foz do rio Tua e dali até Torre de Moncorvo veio em um carro de bois de um lavrador de Carrazeda de Ansiães. J. Andrade

    ResponderEliminar
  2. Repare-se nos 2 "feixes de varas" que ladeiam o brasão da casa do tribunal que nada têm a ver com os "feixes" do fascismo, mas certamente com a unidade e força do concelho, expressando talvez a força do poder municipal.
    Interessante também que o brasão do edifício da cãmara aparece ornamentado por dois ramos que não são iguais, parecendo um ramo de oliveira e outro de sobreiro, sem dúvida duas árvores bem características da Terra Quente Trasmontana. J. Andrade

    ResponderEliminar