quarta-feira, 21 de junho de 2017

O Santuário do Imaculado Coração de Maria dos Cerejais

Cerejais, 18 jun 2017 (Ecclesia) – O Santuário do Imaculado Coração de Maria dos Cerejais, em Alfândega da Fé, Diocese de Bragança-Miranda, foi hoje elevado a Santuário Diocesano, por decisão do bispo local.
O decreto foi lido hoje no final do I Congresso Mariano Diocesano, precisamente neste santuário.
D. José Cordeiro proclama assim “o conjunto dos lugares sagrados da Mensagem de Fátima em Cerejais, Santuário Diocesano do Imaculado Coração de Maria”.
As celebrações deste domingo começaram com uma oração pelas vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, cujas vítimas foram depois lembradas na Eucaristia, no Santuário do Imaculado Coração de Maria dos Cerejais.
A história deste santuário começou em 1961 com a construção de uma capela dedicada ao Imaculado Coração de Maria e em ligação às aparições de Nossa Senhora em Fátima.


“A imagem do Imaculado Coração de Maria foi esculpida por José Ferreira Thedim, (o escultor da imagem de Nossa Senhora de Fátima, venerada na capelinha das aparições), benzida e oferecida pelo então bispo de Leiria, D. João Pereira Venâncio e solenemente coroada a 13 de maio de 1962 por D. Abílio Vaz das Neves”, relata o decreto de D. José Cordeiro.
A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima esteve neste Santuário nos dias 1 de junho de 1986 e 12 de julho de 2015.
O bispo de Bragança-Miranda nomeou como reitor do novo santuário diocesano o padre José António de Almeida Machado, pároco da Unidade Pastoral Bartolomeu dos Mártires.
D. José Cordeiro proferiu a conferência conclusiva do I Congresso Mariano de Brangança-Miranda, na qual afirmou que “Maria aponta sempre para Jesus” e que “ficar só na devoção a Maria é desconhecer e atraiçoar a sua missão”.
“A devoção mariana é uma característica evidente da fé cristã nas pessoas do Nordeste Transmontano. O Povo Santo de Deus aprendeu e não perde o gosto de peregrinar aos santuários marianos”, disse ainda.
OC

Sem comentários:

Enviar um comentário